Vigília Pascal volta a ter rito normal, pós-pandemia

O Sábado Santo, quando na Igreja Católica é celebrado o ritual que antecede a Missa da Ressurreição, retornou à sua normalidade, dois anos após a pandemia.
A Vigília Pascal também denominada de Sábado Santo, ou Sábado de Aleluia é a mais importante de todas as celebrações cristãs, pois nela é comemorada a Ressurreição de Cristo.
O Sábado Santo é celebrado no escurecer do dia com as luzes da Igreja apagadas, todo o povo se reúne na escuridão e na penumbra. Até que a Liturgia da Luz, com a benção do fogo, acende chama do Círio Pascal que vai alimentando as velas de todos os fiéis, e aquilo que antes era treva, converte-se em luz. Dessa forma, a Igreja recorda que Cristo Ressuscitado é a luz do mundo, Aquele que quebra a escuridão da morte e do pecado.
A Vigília Pascal, segundo Santo Agostinho – “É a mãe de todas as vigílias”, pois tem início com a liturgia da Luz.
Nesta noite especial, dentro da celebração na Igreja Matriz Santo Antônio, foram ministrados pelo pároco, padre Adalberto Lumertz Borges, os três ritos de iniciação que são: o batismo, a primeira eucaristia e a crisma para a senhora Margarete Silva Santos da Rocha, que ficou muito emocionada e acolhida pela comunidade, com muitos aplausos. A celebração teve ainda a participação do seminarista Assis Hainzenreder Hendler, que coordenou nesta celebração, a estreia de vários coroinhas.
Na benção da água batismal, o celebrante, padre Adalberto, também abençoou outro recipiente com água, que ao final da celebração foi distribuída aos que assim o quiseram.
Centenas de fiéis acompanharam, desde a Bênção do Fogo Novo e do Círio Pascal, que é feita pelo celebrante à entrada da igreja, que permanece às escuras até que se cante o Gloria in Excelsis Deo (Glória a Deus nas Alturas), que é o momento da Ressurreição de Cristo, quando os sinos dobram festivos e o Glória é cantado por todos os fiéis.
Centenas de fiéis estiveram presentes, o que comprova que aquele momento era aguardado ansiosamente para ser celebrado, livre das restrições sanitárias impostas pela pandemia, o que terminou ocorrendo.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade