Temporal arranca telhado de prédio e o joga a 250 metros dentro do pátio de colégio

O telhado inteiro de uma casa de dois pisos localizada na Rua Julio Cardeal de Souza foi arrancado pela fúria do vento ocorrido durante o temporal de domingo (16) pouco depois das 18 horas, fazendo com que ele voasse inteiro e se espatifasse dentro do pátio da Escola Antônio Laureano da Cunha, no Passo dos Ramos. Como era domingo, não havia ninguém na escola. Por um verdadeiro milagre, ninguém foi atingido na rápida passagem do minitornado pelo município.

DESTRUIÇÃO
Na sua passagem o minitornado, conforme definido pela Defesa Civil, ainda destruiu parcialmente o telhado da casa de Antônio Berzague (Toninho), presidente da associação de moradores do Passo dos Ramos, que fica ao lado do prédio de dois pisos onde funciona uma fábrica de botas, danificou telhados de outras casas, destruiu parcialmente a cobertura de um depósito de secagem de madeira da madeireira São Lucas, derrubou árvores, postes, arrancou fios que ficaram caídos sobre as casas, deixando vários bairros sem luz.
No Jardim Europa o temporal destelhou várias residências e na sua passagem também arrancou parte do telhado da madeireira Porto Emerim.

PORTÃO
Na localidade de Portão I o temporal derrubou postes da CEEE Equatorial e danificou várias residências.
Conforme Jaime Nestor Müller, da Defesa Civil, que juntamente com o vice-prefeito Marcelo Gaúcho, deram assistência aos locais onde donos de casas pediram socorro levando lonas para cobertura emergencial, o vento atingiu uma faixa que deve ter principiado em Viamão, em Águas Claras, atingindo Chicolomã, Tapumes e outras regiões, passando pela sede de Santo Antônio da Patrulha, causando muitos estragos.
A CEEE Equatorial e a RGE tiveram grande trabalho desde o começo da noite de domingo para buscar normalizar o fornecimento de luz nos locais atingidos.
A empresa de energia elétrica foi constantemente procurada pelo prefeito Rodrigo Massulo e pelo vice Marcelo Gaúcho que queriam dar uma informação concreta aos moradores que estavam sem luz, porém, a CEEE Equatorial não pode fazer uma previsão, já que na tarde de segunda-feira (17), outro temporal atingiu desta vez o município de Guaíba, causando danos consideráveis.

GALHOS NA RODOVIA
Na ERS-030 onde era intenso o movimento da volta da praia e do balneário da Lagoa dos Barros, durante um curto espaço de tempo, os motoristas tiveram que diminuir a velocidade porque, especialmente na altura de Lomba Vermelha, pedaços de galhos de árvores começaram a ser jogados pela força do vento em cima do asfalto.
O Corpo de Bombeiros Militar foi chamado para retirar galhos caídos no asfalto e cortar aqueles que ofereciam risco, já que o movimento de veículos de retorno das praias era intenso naquele momento.

TEMPORAL DANIFICOU 50 CASAS
Jaime calcula que ao redor de 50 casas foram atingidas na sua totalidade, sendo que aproximadamente dez, tiveram danos mais expressivos e a maioria teve pequenos destelhamentos. Mesmo assim, na manhã de segunda-feira, pessoas eram vistas trabalhando na recuperação do telhado de suas casas.
Uma coincidência apontada por Jaime, é que no domingo completou-se um ano desde idêntico temporal ocorrido no ano passado e que também causou grandes prejuízos.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade