Secretário da Saúde fala sobre medidas extremas em virtude do agravamento da situação

O Secretário Municipal da Saúde, manifestando-se a respeito do agravamento da pandemia, com o município, a exemplo da região, entrando na bandeira preta afirmou que sempre deve ser destacada a importância do setor produtivo. “As atividades econômicas são determinantes para a produção de recursos para financiar o sistema público e assim, para a manutenção da vida e da economia”.

COLAPSO NO ATENDIMENTO

Antônio Selistre no entanto destaca que a hora é de medidas extremas, “uma vez que grande parte da população não entendeu o que estamos vivendo e age de forma irresponsável. A ERS-030, aos finais de semana, é uma prova disso. É só ver a faixa etária dos contaminados. A pandemia chega no seu pior momento e a perspectiva é que se mantenha o colapso no atendimento de saúde nos próximos dias”.

PREOCUPAÇÃO

O secretário da Saúde afirmou que Santo Antônio depende da rede hospitalar do Estado. “Nos assusta o agravamento de sintomas dos nossos patrulhenses, com a falta de condições de atendimento em tempo eficaz. A esperança chegou pela vacinação, só que ainda de forma muito limitada e ainda sem efeito imunizador. Não há outra alternativa que não seja mantermos os cuidados”.
Selistre afirma que atualmente, das 21 regiões, 11 são consideradas de risco altíssimo (Bandeira Preta) e 10 consideradas de alto risco (Bandeira Vermelha). “Nesta avaliação é considerado o estágio de propagação do vírus e a disponibilidade de leitos de UTI – capacidade da rede de saúde de acolher os infectados. Hoje não há disponibilidade de leitos de UTI, há dificuldade de atendimento no hospital e sobrecarga na Unidade Sentinela”.

VACINAÇÃO

A vacinação segue no momento com os acamados e a segunda dose dos primeiros vacinados, esperando a chegada de mais vacinas.
“Fomos o primeiro município e um dos poucos que permitiu a vacinação a partir dos 80 anos”, destacou o secretário para salientar que continua sendo adotado o sistema drive-thru, uma vez que garante uma maior segurança no aproveitamento nas doses, visto que os frascos contém 10 doses e, quando aspirado, deve ser utilizado em até 3 horas. Nossa organização da vacinação em sistema de drive-thru foi destacada na região.

SEM IRREGULARIDADES

Antônio Selistre disse que até agora não houve nenhuma denúncia de irregularidade, havendo apenas reclamação de algumas prioridades dadas a profissionais da saúde, que foram definidas pelo Ministério da Saúde. “Há uma ansiedade daqueles que possuem comorbidades, mas seguimos rigorosamente todas as orientações da 18ª Coordenadoria Regional da Saúde. Com isso, e com o apoio da imprensa, aplicamos a transparência, não respondendo por nenhuma denúncia até aqui”, concluiu o secretário municipal da Saúde Antônio Selistre.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade