Prefeito Massulo fala com exclusividade para a Folha Patrulhense sobre os desafios de seu mandato

O prefeito Rodrigo Massulo conversou esta semana com a reportagem da Folha Patrulhense a respeito das primeiras medidas adotadas em sua administração. Como se sabe, Massulo já foi editor de nosso Jornal, mas sempre manifestou predileção para a política, assumindo agora o mais importante cargo político administrativo do município, ao lado de seu vice Marcelo Gaúcho.
FOLHA PATRULHENSE: Como o senhor viveu a expectativa de se tornar, de fato e de direito, prefeito de Santo Antônio da Patrulha, na manhã do dia primeiro, quando entraste na Câmara, onde durante um ano foi um atuante vereador?
PREFEITO RODRIGO MASSULO: Foi muito emocionante o primeiro dia de trabalho porque naquele momento caia a ficha, porque de fato me tornava prefeito de Santo Antônio da Patrulha. O prefeito daqueles que votaram em mim e também o daqueles que não votaram. Então vejo esse primeiro dia como o início de uma construção coletiva que tem o objetivo de melhorar Santo Antônio ao longo dos próximos quatro anos. E isso me deixa muito honrado e com uma responsabilidade muito grande para entregar resultados e corresponder às expectativas de nossa população.
FOLHA: Quais as primeiras medidas que o senhor está adotando como ponto de partida em sua gestão?
PREFEITO: As primeiras medidas adotadas foram de conversar com a equipe e alinhar os objetivos dos primeiros cem dias de governo bem como as principais metas da administração. Todos os secretários receberam o Plano de Governo e o pedido para que fosse seguido à risca ao longo da atuação nos próximos quatro anos.
FOLHA: A prorrogação do contrato para a continuidade da gestão do hospital Santo Antônio por parte da Santa Casa, em que situação se encontra neste momento? Dependendo do Executivo, essa gestão deverá ter continuidade?
PREFEITO: Sim. Se depender da administração municipal, o contrato terá continuidade. Nós nos reunimos na terça-feira com a administração da Santa Casa aqui de Santo Antônio para falar sobre a renovação do contrato com o Estado. No fim do mês, deveremos nos reunir com a Secretaria Estadual da Saúde para avançar nas negociações. Com a ajuda da secretária estadual adjunta da Saúde Aglaé Regina da Silva, nós conseguimos prorrogar até o final de março o contrato entre a Santa Casa e o Estado que venceria no dia 15 de janeiro. Com isso, ganhamos um certo tempo para fazermos a negociação com o governo do Estado. Temos todo o interesse na renovação e vamos trabalhar muito para que isso aconteça.
FOLHA: Como será o atendimento aos munícipes que o procurarem no gabinete?
RODRIGO: Nós estaremos sempre abertos ao diálogo, tanto eu, como o vice-prefeito, que agora atende no andar de cima no gabinete ao lado do prefeito e teremos agendamento livre todas as terças-feiras a partir da próxima semana. A população será atendida sem a necessidade de agendamento, por ordem de chegada neste dia.
FOLHA: Um dos pontos de seus pronunciamentos durante a posse e transmissão do cargo, foi o de estabelecimento, através da Comunicação Social, do projeto no sentido de que o povo acredite em sua terra, para superar o descrédito que muitos têm para com o município. Como vai ser essa campanha?
PREFEITO: Vamos trabalhar, tanto na Comunicação Social, como em nossas atitudes, para aumentar a autoestima da população de Santo Antônio, mostrando que o município tem potencial para chegar muito longe e principalmente, fazer com que a população se sinta parte do governo, ajudando a administração municipal e fundamentalmente, ajudando Santo Antônio da Patrulha a aumentar sua autoestima. Todos precisam dar sua contribuição ao município, fazendo a sua parte, por mais simples e singela que possa ser esta ajuda pois ela é fundamental. Afinal de contas, sozinho ninguém faz nada e precisamos de ação conjunta para alcançar grandes resultados.
FOLHA: Neste primeiro ano de governo, quais as medidas mais importantes que o senhor deverá adotar?
PREFEITO: Queremos renovar o contrato com a Santa Casa de Misericórdia, iniciar um projeto de adoção das nossas praças e espaços públicos da nossa comunidade, no sentido da gestão e embelezamento desses locais, queremos trabalhar fortemente para a reativação da Unidade Móvel de Saúde para que o interior possa ser novamente atendido pelos nossos profissionais de Saúde, queremos mexer na legislação especialmente no plano diretor para facilitar o ambiente de negócios e destravar Santo Antônio da Patrulha no que tange à questões burocráticas. Queremos mexer nas escolas municipais para melhorar a sua infraestrutura e voltar às aulas com segurança para que as crianças possam retomar aquilo que em 2020 não foi possível, que é o retorno às atividades escolares. Enfim, todas as secretarias terão suas metas de governo e muitas delas poderão ser vistas já no primeiro ano. Queremos dar atenção ao produtor rural, ajudar nas agroindústrias em parceria com a Emater, realizar a Festa do Colono, mas principalmente queremos ter a oportunidade de conseguir vacinar a nossa população contra o Coronavírus, fazer essa gestão da vacina que é algo importante e urgente para todos os municípios brasileiros.
FOLHA: Como está a situação da Secretaria de Obras?
PREFEITO: Temos um levantamento de todos os veículos: aqueles que estão em condições de uso e os que precisam de manutenção e reparos. O levantamento foi feito por Daniel Cândido que foi chefe de pátio na administração anterior e que permanece na nossa administração. Há muitos veículos que precisam de manutenção e por isso, pedimos à população um pouco de paciência neste início de gestão porque precisamos recuperar o que é necessário. Temos certeza de que a população será solidária para que se possa trabalhar com todo o maquinário.
Mas há também obras a serem executadas em breve e que já encaminhadas e aqui vai um reconhecimento à administração anterior, que é a ciclovia da Avenida Afonso Porto Emerim, que foi uma destinação de três vereadores através de emendas impositivas. Há também o sistema elétrico da Escola Nercy Rosa, cuja ordem de serviço já assinei, há melhorias na Escola Laureano e o recurso já garantido como falei, para a nova Escola da Boa Vista.
FOLHA: O que mais gostaria de acrescentar nesta nossa primeira entrevista como prefeito municipal, falando para a Folha Patrulhense, onde o senhor teve uma importante atuação antes de entrares definitivamente para a política?
PREFEITO: Quero agradecer à Folha Patrulhense por sempre ter me dado espaço, tanto na condição de vereador e agora na condição de prefeito dizendo para a Imprensa que sempre estaremos à disposição para a entrevista, para críticas e sempre abertos ao diálogo que precisa ser marca de gestão. Precisamos dialogar com os servidores, com a população, com a Imprensa, com as entidades representativas. Diálogo e união é o que precisamos para começar a transformar Santo Antônio da Patrulha. Muito obrigado!

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade