Mudanças na administração do Hospital de Santo Antônio da Patrulha da Santa Casa de Misericórdia

No final da última semana, a enfermeira Rúbia Wingert comunicou à direção da Santa Casa que está deixando a administração do hospital do município para assumir a gerência estadual de regulação de outra empresa da área de saúde, localizada em Novo Hamburgo, sua terra natal.
“Saio com a consciência de que cumpri com o meu dever”, afirma, acrescentando que será substituída por duas profissionais de sua confiança e da Santa Casa, a farmacêutica Fernanda Airoldi, que assumirá a supervisão administrativa, e a enfermeira Bianca Locateli, que será a responsável técnica pela enfermagem.
Durante os três anos em que ficou no hospital de Santo Antônio, Rúbia concretizou vários projetos, e afirma que decidiu aceitar a nova proposta pelo desejo de ficar mais perto dos seus familiares, que residem em Novo Hamburgo.
REALIZAÇÕES
Sobre realizações, cita o período crítico da pandemia, quando foram dados passos importantes e feitas várias mudanças estruturais, como reformas nos quartos para as internações, recuperação do telhado e trocas na equipe médica. E lembra que ainda há projetos em andamento, como a troca da rede elétrica e a ampliação do Centro Cirúrgico, aumentando a capacidade de procedimentos, empreendimentos que em breve serão inaugurados. Rúbia também lembra um dos pontos fundamentais do período, que foi a instalação de uma UTI para Covid, com novos equipamentos para poder dar melhor assistência aos doentes.
MAIS UM CLÍNICO E PEDIATRA NA EMERGÊNCIA
Outro ponto que destaca foi a contratação de um terceiro médico clínico para a emergência e mais um pediatra, o que representou uma evolução no atendimento aos pacientes que procuram o hospital. “O volume médio é de quase 4 mil consultas por mês e, com essas contratações, agilizamos o processo”.
Quanto ao entendimento da classificação de risco pela população, ela entende este processo como um trabalho de formiguinha. “Existe um médico nas unidades básicas de saúde, e o hospital deveria ser procurado mais nas urgências e emergências. Isso porque, enquanto houver mais pacientes classificados nas cores azuis e verdes (menos graves), naturalmente o atendimento irá demorar um pouco mais”, frisa Rúbia.
A NOVA ADMINISTRADORA
Com vinte anos de atuação no hospital de Santo Antônio da Patrulha, Fernanda Airoldi tem amplo conhecimento do funcionamento da instituição, onde iniciou seu trabalho como estagiária do CIEE aos 17 anos. E afirma ter sido com imensa satisfação que recebeu e aceitou o convite: “é uma responsabilidade muito grande e fico lisonjeada com o convite”.
Fernanda afirma que deverá dar continuidade ao que está sendo feito, além de traçar novos projetos, que serão definidos nos próximos meses em conjunto com a matriz. Ela define como muito importante o trabalho feito por Rúbia Wingert. “Ela vai deixar uma marca registrada no hospital, porque tem muitos méritos”. A nova administradora lembrou os momentos difíceis vividos durante o momento mais crítico da pandemia e o que foi feito para poder dar o necessário atendimento aos doentes.
DESAFIO
Por sua vez, Bianca Locateli afirma que assumir a nova função é um grande desafio, mas que está pronta para desempenhar essa atividade. “Quero ajudar muito. Conheço os projetos e quero dar andamento a outros, sempre levando em conta a qualidade de atendimento ao paciente”.
Ao se despedir, Rúbia Wingert agradece o apoio que sempre teve da comunidade e à cidade que tão bem a acolheu. Aos gestores, tanto o ex-prefeito Daiçon Maciel da Silva, como o atual, Rodrigo Massulo, e à Câmara de Vereadores, que lhe conferiu o título de Cidadã Patrulhense, agradece sensibilizada. “Um grande abraço a todos”!

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade