Ministério da Saúde renova por mais 30 dias habilitação dos leitos para UTI Covid do HSAP

O Ministério da Saúde renovou por mais 30 dias a habilitação dos leitos de UTI do Hospital de Santo Antônio da Patrulha da Santa Casa de Misericórdia.
Isso ocorreu porque o contrato inicial expirou e, como o Estado está cauteloso em relação à nova variante delta do Coronavírus, que poderá registrar pacientes graves, esses leitos serão mantidos.
No entanto, conforme revela a Supervisora Administrativa Rúbia Wingert, o hospital precisa retomar os procedimentos cirúrgicos, pois há pacientes em lista de espera, seja para catarata, cirurgia geral, hérnia, vesícula, oftalmologia, dentre outros, e os leitos da Unidade de Tratamento Intensivo estão localizados dentro do bloco cirúrgico.
Neste sentido, Rúbia afirma que foram obtidos recursos com outros municípios da região para a colocação desses leitos em outra ala do Hospital, a fim de liberar o bloco cirúrgico.

CAMPANHA
A respeito da recente campanha para a manutenção dos leitos de UTI no HSAP, ficou definido que cada município fará um repasse para a manutenção desses leitos, pelo menos até o final da pandemia, que, com o avanço da vacinação, se prenuncia cada vez mais próximo. O número de leitos é calculado em relação ao número de habitantes do município.

AGENDAS
Com a queda que tem se mantido nos casos de Covid, as agendas estão cem por cento abertas. De outra parte, por ser um prédio bastante antigo, o hospital necessita realizar uma série de reformas, como a troca do telhado da emergência, feita com recursos da Consulta Popular de 2017.
Por outro lado, as entradas do hospital estão agora definidas em três pontos: uma no ambulatório, outra na emergência, onde ficam também as ambulâncias, e uma terceira na radiologia, todas localizadas na parte frontal do prédio, o que só foi possível com recursos da Consulta Popular de 2018, somados a uma emenda impositiva da Câmara de Vereadores para o Quadro Geral de Baixa Tensão (QGB) e reestruturação de toda a rede elétrica do hospital, que também é bastante antiga. Uma novidade é a implantação de um elevador para possibilitar acesso mais rápido aos três pavimentos do HSAP: o subsolo, onde está a lavanderia e a base do SAMU, o segundo pavimento, onde é a psiquiatria, e o terceiro piso, onde fica a emergência.

PANDEMIA
Com a pandemia, o hospital teve que se reinventar e se aprimorar. Por se tratar de uma patologia desconhecida, foi necessário o treinamento das equipes e a instalação de novos equipamentos para poder receber pacientes de altíssima gravidade.

AGRADECIMENTO
Mas o pior está passando e a supervisora administrativa Rúbia Wingert agradece à população pelo entendimento demonstrado nesse período que foi muito difícil. Agradece, especialmente, a compreensão e às doações que foram muito importantes. “A população entendeu e nos ajudou”, manifesta agradecida.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade