Inverno chega mais cedo para alegria dos comerciantes

O inverno chegou mais cedo este ano. Como dizem os antigos, verão muito quente, inverno rigoroso. E é o que está se desenhando para este ano.
Tudo isso traz muita alegria aos comerciantes, que esfregam as mãos de contentamento, ao verem suas lojas sendo visitadas por um número bem superior aos dos dois últimos anos, quando a pandemia provocou um baque na economia.
Nesta reportagem especial, você, leitor, vai conhecer como estão as vendas para esta época, destacando-se, inclusive, uma grande atração para o inverno: os insuperáveis fogões à lenha.
Nos setores de calçados, vestuário, eletrodomésticos, supermercados, as vendas se desenham muito boas.


CALÇADOS
Como é o caso da loja Mundi A Primavera, onde o empresário Valdeci Lino da Cunha, abre um sorriso de orelha a orelha ao ver o setor de calçados para inverno, notadamente botas forradas, dentre outros artigos, serem procurados pelo consumidor. Outras modalidades de calçados quentes, também estão sendo bastante procuradas e a tendência é de que este movimento seja ainda maior, em razão do inverno propriamente dito que começa oficialmente este mês.
VENDAS AUMENTARAM
Ele calcula em 15 por cento o aumento das vendas que teve de março para cá, comparativamente aos últimos dois anos e muito melhor do que em 2019, quando o covid praticamente fechou o comércio em razão da fatalidade dos casos devido a ainda não descoberta de uma vacina mais eficaz.
Mas a situação agora é bem outra. Tanto que serviu até mesmo para que ele ampliasse sua loja matriz diversificando para colocar, dentre outros produtos, confecções, além de material esportivo, o que já vem sendo vendido em suas lojas situadas em Santo Antônio, Gravataí e Porto Alegre.
NOVO LOCAL FAVORECE
Outra loja que está vendendo muito bem é a Kisapato. Localizada no Pátio Urbano, ela está sendo bastante procurada. “Nosso movimento praticamente dobrou em relação ao ano passado”, afirma Felipe Cunha, filho do proprietário, que acrescenta serem as botas, tanto femininas, como masculinas, as mais procuradas nesta época. “Não podemos nos queixar e o novo local (Pátio Urbano) melhorou muito as nossas vendas”, celebra o jovem comerciante.


CONFECÇÕES
Quem segue a mesma linha de entusiasmo pela boa reação nas vendas é o empresário Arley Barreto.
Dono da Mania de Loja, ele calcula em cerca de 15 por cento o aumento de vendas em relação a 2021.
“Hoje sofremos com a inflação, porque em relação ao produto, o que aumentou foi o custo”. Um pormenor que Arley chama a atenção é de que o nível de vendas é maior no verão do que no inverno, porque na estação fria, compra-se apenas o indispensável, já que a maioria termina repetindo os itens básicos do ano anterior, ao contrário do verão quando o consumo é bem maior.
DIA DAS MÃES E INVERNO
Este ano, o Dia das Mães apresentou um bom volume de vendas, porque em maio, já se começa a pensar naquela data e na proximidade do inverno.
Quanto ao movimento no comércio Arley dá uma receita: só deve existir concorrência da porta para dentro da loja. Afora isso, é fundamental a união dos comerciantes, porque todos irão crescer com isso. A concorrência tem exatamente esta função: fazer com que o concorrente aumente a qualidade do que está oferecendo ao consumidor, seja em que atividade comercial ele esteja engajado.
BLUSAS TÉRMICAS
Na CLIP, localizada na Cel. Victor Villa Verde e que também vende artigos de inverno, o movimento também está sendo considerado bom. Os artigos mais procurados são edredons, mantas e blusas térmicas, estas, tendo grande procura, tanto pela clientela feminina como masculina.
Outros artigos muito procurados são os que são responsáveis pelo aquecimento do ambiente em dias e noites frias.
ELETRODOMÉSTICOS
Na Colombo, aparelhos de ar condicionado e aquecedores estão sempre sendo procurados, porém o maior destaque são os fogões a lenha que têm tido boa procura por ser um produto, cuja alimentação é relativamente barata, por consumir apenas lenha, não havendo aumento no consumo de luz.


INCOFOGÃO
Atuando há 46 anos no Mercado, a Incofogão localizada na João Pedroso da Luz, lidera nesta modalidade de comércio.
Conforme Vagner de Souza, o destaque são os fogões à lenha inox com as opções de chapas: ferro fundido, alumínio fundido e vitrocerâmica.
Mas se o cliente preferir, há fogões de marcas diferentes por preços mais acessíveis.


FRUTEIRAS E SUPERMERCADOS
Nas fruteiras, o pinhão ao lado de outros produtos bem característicos da estação, também são bastante procurados.
Nos supermercados, as vendas também apresentam aquecimento, notadamente de bebidas quentes, como o vinho, os ingredientes para uma insuperável sopa e outras iguarias tão próprias do período mais frio do ano.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade