Gravataí se prepara para viabilizar a chegada da tecnologia 5G

A Prefeitura de Gravataí, por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Ciência e Tecnologia (SMICT), está preparando a cidade para a implementação da tecnologia 5G. Sucessora da rede 4G, a quinta geração para redes móveis e de banda larga tem como principal vantagem para o usuário uma maior velocidade de download. Para que isso seja possível, novas antenas e outras medidas precisam ser instaladas e adotadas. Na última sexta-feira, 19, a titular da SMICT, Selma Fraga, reuniu-se com representantes de diversas secretarias e empresas, além da Associação das Empresas e Profissionais de Tecnologia da Informação do Vale do Gravataí (AGTI) e das empresas Internetsul e Bereit Engenharia, para tratar do assunto.

O diretor técnico da Internetsul, Giovane de Andrade Isoppo, e os representantes da empresa Bereit Engenharia, Edinei Deixmeier e Thompson Lied, apresentaram informações técnicas sobre as práticas que devem ser vistas, desde agora, para facilitar a implantação da tecnologia 5G no futuro. Segundo Selma, após a conversa, ficou estabelecido que será necessário implementar um grupo de trabalho, envolvendo outras secretarias do governo municipal, para a realização de uma análise aprofundada e a elaboração de um plano de implementação da 5G para Gravataí. “Desta forma, será possível realizar um mapeamento de conectividade para espaços públicos, infraestrutura necessária para telecomunicação e construção de textos regulatórios que viabilizem a chegada da tecnologia da 5ª geração (5G) ao município”, explicou a secretária.

Selma ainda dá um exemplo de como a tecnologia 5G pode mudar a conectividade da cidade. “A iluminação pública poderá ser um dos maiores provedores de pontos de conectividade, já que uma lâmpada poderá combinar Wi-Fi, câmeras de monitoramento e iluminação em um mesmo ponto”, comentou.

Participaram da reunião, o secretário substituto para Assuntos de Segurança Pública, Emilio Teixeira, a secretária substituta de Desenvolvimento Urbano, Virgínia Torres, o diretor-presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente, Paulo Moreira, os técnicos da Divisão de Tecnologia da Informação, da Secretaria Municipal da Administração, Modernização e Transparência (SMAT), Andrei Roberto Thurn e Tatiana Pacheco, o representante da Secretaria Municipal da Saúde, Liniker Fraga e a representante da AGTI Anyúska Cusato.

Saiba mais sobre a tecnologia 5G

Em telecomunicações, a 5G é o padrão de tecnologia de quinta geração para redes móveis e de banda larga que as empresas de telefonia celular começaram a implantar, mundialmente, no final do ano de 2018 e é a sucessora planejada das redes 4Gs, que fornecem conectividade para a maioria dos dispositivos atuais.
Como suas antecessoras, as redes 5G são redes móveis nas quais a área de serviço é dividida em pequenas áreas geográficas chamadas de “células”. Todos os dispositivos sem fio 5G, em uma célula, são conectados à internet e à rede telefônica, por ondas de rádio, por meio de um transmissor local na célula. Os aparelhos 4G não podem usar as novas redes, que exigem dispositivos sem fio habilitados para 5G.

A principal vantagem das novas redes é que terão maior largura de banda, proporcionando maiores velocidades de download, podendo chegar a até 10 gigabits por segundo (Gbit/s). Devido ao aumento da largura de banda, espera-se que as redes 5G não atendam, exclusivamente, a telefones celulares, como as redes móveis existentes, mas, também, sejam utilizadas como provedoras de serviços gerais de internet para laptops e computadores desktop, competindo com fornecedores de acesso à internet (ISPs) existentes, como internet a cabo e, também, possibilitem novas aplicações em internet das coisas (IoT) e áreas de máquina à máquina (M2M).

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade