Gravataí já vacinou 75% dos profissionais de saúde do Município

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Vigilância em Saúde do Município (Viemsa), já aplicou 2.161 das 3.471 doses da vacina contra a Covid-19 recebidas por Gravataí, o que corresponde a 62% do total. Seguindo determinação do Plano Nacional de Vacinação, do Ministério da Saúde, e as orientações do Comitê Intergestores Bipartite/RS (CIB), criado por lei pelo governo do Estado, Gravataí vacinou 1.884 profissionais de saúde do município que trabalham na rede pública, o equivalente a 75% do total de 2.500. Também foram imunizados 277 residentes em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs).

Segundo a SMS, foram vacinados os profissionais que atuam na Atenção Básica, SAMU, Central de Ambulância, PAM 24H, nas duas UPAs (da parada 74 e da região das Moradas), Farmácia Municipal, Serviço de Assistência Especializada (SAE) e Unidade Regional de Saúde do Trabalhador (UREST). Nesta semana, a equipe de vacinação está imunizando trabalhadores do Centro de Atendimento Psicossocial (Caps) e Centro Municipal de Saúde. Entre os profissionais que ainda não foram vacinados há casos dos que se encontram de férias ou que há algum tipo de inconformidade quanto ao horário de trabalho.

Seguindo o que prevê o Plano Nacional de Vacinação e as diretrizes do CIB/RS, a Secretaria Municipal de Saúde também deu início à imunização dos profissionais em saúde de estabelecimentos da rede privada. “Consultórios, laboratórios e farmácias de instituições privadas, profissionais de saúde que realizam coleta de swab, e demais profissionais de saúde, que realizam atendimentos eletivos ou assistência ao público em geral. As doses de vacinas só serão destinadas aos estabelecimentos privados descritos nesse item após a vacinação dos profissionais de saúde da rede de assistência à saúde correspondente ao SUS ser concluída”, define o CIB/RS.

“O Plano Nacional prevê que todos os profissionais da área de saúde, inicialmente os do sistema público e posteriormente os da rede privada, sejam imunizados, é um direito deles, e estamos seguindo rigorosamente o que está previsto nas normas técnicas, tanto do Ministério da Saúde quanto da Secretaria Estadual de Saúde”, afirma o secretário de Saúde de Gravataí, Régis Fonseca. “Qualquer irregularidade com relação ao que está definido em lei deve ser comunicada formalmente aos órgãos oficiais, seja na Secretaria de Saúde ou direto no Ministério Público”, reitera Régis.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade