Gravataí está na rota da circulação virtual do Projeto Ecopoética

Contemplado pela Lei Aldir Blanc, da Secretaria de Estado da Cultura, o Ecopoética entrará em circulação novamente. No entanto, o projeto que originalmente previa a circulação por sete cidades gaúchas (Gravataí, Canela, Gramado, Passo Fundo, Veranópolis, Carlos Barbosa e Caxias do Sul) foi adaptado para uma versão online, em função do agravamento da pandemia no Estado.

O projeto está estruturado em dois pilares: a performance artística Ecopoética – Ritual de Sobrevivência Urbana, de Marina Mendo e Rossendo Rodrigues; e um trabalho de intercâmbio cultural com grupos artísticos das sete cidades gaúchas. Esse intercâmbio contou com duas oficinas ministradas por Marina, Rossendo e Rodrigo Shalako. E, como resultado, os grupos participantes produzem suas próprias performances em formato de vídeo-arte.

Circuito virtual de vídeo-arte

O circuito virtual de vídeo-arte, com as criações dos sete grupos artísticos que participaram das oficinas de intercâmbio, inicia no dia 27/4. Os trabalhos poderão ser conferidos nas redes sociais do projeto Ecopoética (@ecopoetica). Entre eles, está o Grupo de Estudos Teatrais de Gravataí, que terá sua exibição no dia 29/4, com “DescArte Cultural: Um Manifesto Poético”.

O Grupo de Estudos Teatrais de Gravataí é um coletivo de artistas, diverso e plural que, desde 2018, desenvolve pesquisa e estudo nas artes da cena, com base experimental, em busca de conhecimento, vivências e experimentações cênicas e performativas. O GET iniciou sua trajetória com a montagem do espetáculo teatral Teima Filho, Teima que Dá, com o qual participou no ano de 2019 de Festivais de Teatro no estado do RS, tendo sido premiado em diversos deles.

O Coletivo tem, ainda, em sua trajetória o Espetáculo Pocket Um Certo Cavaleiro Errante e Sua Linda Flor e trabalhos com performance artística. No momento, desenvolve um Projeto de Instalação Cênico-Visual sobre o Feminino, intitulado Corpas Femininas Na Ruptura do Caos. O circuito virtual de vídeo-arte conta também com a participação dos seguintes grupos: Ponto de Cultura Kombinação, de Canela;Nós Mimo, de Gramado; Grupo de Teatro CooperAção, de Carlos Barbosa; Cia Teatral Tem Gente no Palco, de Veranópolis; Grupo Ritornelo de Teatro, de Passo Fundo e Coro Juvenil do Moinho/UCS, de Caxias do Sul.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade