Gravataí está na rota da circulação virtual do Projeto Ecopoética

Contemplado pela Lei Aldir Blanc, da Secretaria de Estado da Cultura, o Ecopoética entrará em circulação novamente. No entanto, o projeto que originalmente previa a circulação por sete cidades gaúchas (Gravataí, Canela, Gramado, Passo Fundo, Veranópolis, Carlos Barbosa e Caxias do Sul) foi adaptado para uma versão online, em função do agravamento da pandemia no Estado.

O projeto está estruturado em dois pilares: a performance artística Ecopoética – Ritual de Sobrevivência Urbana, de Marina Mendo e Rossendo Rodrigues; e um trabalho de intercâmbio cultural com grupos artísticos das sete cidades gaúchas. Esse intercâmbio contou com duas oficinas ministradas por Marina, Rossendo e Rodrigo Shalako. E, como resultado, os grupos participantes produzem suas próprias performances em formato de vídeo-arte.

Circuito virtual de vídeo-arte

O circuito virtual de vídeo-arte, com as criações dos sete grupos artísticos que participaram das oficinas de intercâmbio, inicia no dia 27/4. Os trabalhos poderão ser conferidos nas redes sociais do projeto Ecopoética (@ecopoetica). Entre eles, está o Grupo de Estudos Teatrais de Gravataí, que terá sua exibição no dia 29/4, com “DescArte Cultural: Um Manifesto Poético”.

O Grupo de Estudos Teatrais de Gravataí é um coletivo de artistas, diverso e plural que, desde 2018, desenvolve pesquisa e estudo nas artes da cena, com base experimental, em busca de conhecimento, vivências e experimentações cênicas e performativas. O GET iniciou sua trajetória com a montagem do espetáculo teatral Teima Filho, Teima que Dá, com o qual participou no ano de 2019 de Festivais de Teatro no estado do RS, tendo sido premiado em diversos deles.

O Coletivo tem, ainda, em sua trajetória o Espetáculo Pocket Um Certo Cavaleiro Errante e Sua Linda Flor e trabalhos com performance artística. No momento, desenvolve um Projeto de Instalação Cênico-Visual sobre o Feminino, intitulado Corpas Femininas Na Ruptura do Caos. O circuito virtual de vídeo-arte conta também com a participação dos seguintes grupos: Ponto de Cultura Kombinação, de Canela;Nós Mimo, de Gramado; Grupo de Teatro CooperAção, de Carlos Barbosa; Cia Teatral Tem Gente no Palco, de Veranópolis; Grupo Ritornelo de Teatro, de Passo Fundo e Coro Juvenil do Moinho/UCS, de Caxias do Sul.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade