Fernanda Melchionna visita Dom João Becker e enaltece obra da Nova Emergência SUS

O Hospital Dom João Becker recebeu a visita da deputada federal Fernanda Melchionna e sua assessoria nesta segunda-feira (22/11). A parlamentar gaúcha destinou recursos oriundos de emendas para a construção da Nova Emergência SUS do hospital, obra que já está em andamento e será entregue para a população no segundo semestre do ano que vem. Melchionna explicou que a escolha pelo Dom João Becker se deve a importância do hospital para Gravataí, o que pode comprovar quando trabalhou no município.

A visita ocorreu em razão da deputada não ter conseguido participar do lançamento da obra, realizado no último dia 3 de novembro. Segundo ela, por ser a referência em saúde no município é muito bom ver a ampliação das instalações e dos serviços no hospital. “Gravataí é uma cidade com muitos moradores que têm no Dom João Becker a sua única alternativa hospitalar SUS. Conheço bem a realidade, pois já trabalhei aqui e tenho relação afetiva com o município. Tenho certeza de que esse recurso será bem aplicado, fiquei muito contente com essas melhorias”, afirma.

No total, a deputada destinou cerca de R$ 1 milhão em emendas parlamentares para a obra da Nova Emergência SUS.
Para o superintendente do Dom João Becker, o apoio da deputada, assim como de outras lideranças políticas e empresariais mostra a união pela saúde de Gravataí. “Independente de visões políticas e de gestão, há um sentimento de integração, de convergência de propósitos. Nós, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, entendemos o quão fundamental é contar com o apoio de todos. Teremos uma Emergência construída de maneira plural e que vai atender as necessidades dos gravataienses”, comemora Antônio Weston.

A nova instalação teve sua construção iniciada no dia 3 de novembro, em ato que contou com a presença de diversas autoridades gaúchas. Com previsão de entrega para o segundo semestre de 2022, ela terá sua área física triplicada (de 405 m² para 1.240m²), passará de nove para 24 leitos e de seis para 13 poltronas de atendimento. O custo total é de cerca de dez milhões de reais, grande parte custeada por recursos do poder público municipal (Prefeitura e Câmara de Vereadores) e emendas parlamentares federais, além de investimentos da própria Santa Casa e da iniciativa privada.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade