Estado recebe mais de 520 mil doses de vacinas da CoronaVac, Oxford e Pfizer

Por GaúchaZH

 

O governo do Estado e os secretários municipais de saúde definiram, em reunião nesta segunda-feira (3), o destino das 523.154 doses de vacinas contra o coronavírus que o Rio Grande do Sul terá à disposição nesta semana, após novas remessas da CoronaVac, da vacina de Oxford e do imunizante da Pfizer.

Será o suficiente para terminar a vacinação em idosos de 60 e 61 anos, aplicar a segunda dose em 97% das pessoas que aguardam reforço da CoronaVac e avançar na imunização do grupo das comorbidades, atingindo pessoas com 40 anos ou mais que vivem com uma das 22 doenças crônicas elencadas pelo Ministério da Saúde.

Segundo a secretária de Estado da Saúde, Arita Bergmann, 57% do grupo das comorbidades será vacinado contra a covid-19 com os repasses desta semana – o grupo é constituído por pouco mais de 1 milhão de pessoas. O Rio Grande do Sul abriga 11,4 milhões de habitantes.

O grande avanço na campanha ocorrerá com 458.614 vacinas de Oxford/Fiocruz. Serão 359,7 mil para pessoas com comorbidades dos 40 aos 53 anos; 67,5 mil doses para gestantes e mulheres em até 45 dias de pós-parto (puérperas) maiores de 18 anos, independente de condições pré-existentes; e 31,4 mil pessoas de 40 a 54 anos com deficiência permanente cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Das 458,6 mil vacinas de Oxford, 413.750 doses chegaram na manhã desta segunda-feira e o restante pertence à remessa da semana passada.

Em meio à paralisação da aplicação de CoronaVac em 98% dos municípios gaúchos, todas as 31.780 doses da CoronaVac recebidas pelo governo do Estado no sábado (1º) serão destinadas à segunda dose de quem recebeu o imunizante há 28 dias ou mais.

O quantitativo deve ser suficiente para 97% das pessoas vacinadas com o lote entregue ao Rio Grande do Sul em 20 de março. As doses de CoronaVac, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), devem ser distribuídas às 18 Coordenadorias Regionais de Saúde e a municípios próximos da capital até terça-feira (4).

A aplicação, pela primeira vez, da Pfizer/BioNTech será com 32.760 doses apenas ao grupo das comorbidades em Porto Alegre, sem oferta em outros municípios. O lote do imunizante chegará à capital gaúcha em voo previsto para aterrissar às 19h45min desta segunda-feira.

O Rio Grande do Sul lidera nacionalmente a vacinação contra a covid-19: foram aplicadas 2,27 milhões de doses, o suficiente para 19,89% dos gaúchos – 8,34% receberam o reforço.

Previsão da secretária de Estado da Saúde, Arita Bergmann, é de que o Rio Grande do Sul vacine, até o fim de maio, todo o grupo das comorbidades.

— Com as novas doses da AstraZeneca, vamos conseguir avançar bastante nas comorbidades, chegando até a fase 2 desse grupo e vacinando mais da metade do público total estimado, que é de pouco mais de 1 milhão de pessoas no RS. Nossa expectativa é vacinar todas as comorbidades ainda em maio — afirma a secretária da Saúde, Arita Bergmann.Porto Alegre ampliou, nesta segunda-feira, a vacinação contra o coronavírus e passou a incluir pessoas com comorbidades entre os 58 e 59 anos.

Quem vem depois?

Ainda será preciso vacinar 43% do grupo das comorbidades restantes no Rio Grande do Sul. Conforme o Plano Estadual de Vacinação, a seguir entram 1.787 pessoas em situação de rua, 38.850 pessoas privadas de liberdade, 4.881 funcionários do sistema de privação de liberdade e só então chega a vez dos profissionais da educação.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade