Ações de acolhimento são acompanhadas pela Secretaria Municipal da Educação

A semana é de acolhimento e retorno das atividades na rede municipal de ensino. Por conta disso, durante esta terça-feira, 9, a secretária municipal da Educação, Sonia Oliveira, visitou algumas instituições de ensino para conversar com a comunidade escolar sobre a volta das aulas presenciais. Na oportunidade, a secretária reforçou a importância do cumprimento dos protocolos que estão sendo adotados para que a retomada se dê da forma mais segura possível.

Neste primeiro momento, as escolas estão recebendo os alunos, divididos em cinco grupos por sala de aula, juntamente com um responsável, para que os professores e a equipe diretiva repassem todas as orientações sobre como se dará o retorno. Neste primeiro encontro, os pais também estão fazendo a opção entre o sistema híbrido (com atividades presenciais em sala de aula e remotas) de ensino ou totalmente não presencial.

As aulas iniciam no dia 18 (quinta-feira) em toda a rede municipal. De acordo com a Secretaria Municipal da Educação (Smed), as escolas já receberam quase todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), como tapetes sanitizantes, álcool gel e máscaras. Ainda segundo a pasta, as escolas também poderão adquirir EPIs se entenderem necessário, utilizando os repasses extra municipais. “Nós estamos muito felizes e confiantes com a retomada das aulas presenciais e contamos com o apoio de toda a comunidade escolar para que possamos manter as escolas abertas”, ressalta a secretária Sonia Oliveira.

Trabalho durante a pandemia

Desde o ano passado, a Smed tem traçado estratégias para que a aprendizagem dos alunos não seja prejudicada. A partir do dia 18, quando as aulas retornarem no modelo híbrido, serão aplicadas avaliações diagnósticas e provas de avaliação que indicarão os índices de aprendizagem do ano passado de cada aluno.

“Ninguém substitui o professor, por isso é tão importante o retorno das aulas presenciais. Precisamos ir, aos poucos, nos adaptando a nova realidade”, lembra Sonia.

Sandra Fonseca, diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Antonio Ramos da Rocha, lembra que a retomada é muito importante para toda a comunidade escolar: “porém, precisamos que o esforço seja coletivo tanto dos pais quanto dos alunos, para que junto com a escola, tenhamos um ambiente seguro para todos”.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade