Vereador Gabriel propõe campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti

Para mobilizar a população e os gestores locais contra a proliferação de focos do Aedes Aegypti, o vereador Gabriel Diedrich (MDB) encaminhou nesta segunda-feira, dia 04, inclusive defendeu em sua fala na tribuna da 9ª Reunião Ordinária, que o Poder Executivo intensifique ações no combate ao mosquito da dengue e promova uma campanha massiva para prevenir e combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e da febre Chikungunya. A proposta busca conscientizar a população sobre os perigos do inseto e motivar os patrulhenses para o combate aos criadouros.
O propósito é salientar sobre a importância do cuidado aos locais que podem acumular água, os sintomas e as formas corretas de tratar a Dengue, a Zika e a Chikungunya. A campanha, na sua opinião, deve ser veiculada em jornais, rádios e internet. Cabe salientar que a campanha neste formato valoriza a figura do agente de saúde, que cumpre um papel importante, informando e orientando a população a combater corretamente os criadouros do mosquito.
É fato, as áreas urbanas concentram a maior carga das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, devido à alta densidade demográfica e à dinâmica populacional. Combater os criadouros é fundamental. O mosquito é um vilão, mas o maior vilão, por exemplo, a água empoçada. Por isso, essa campanha é ferramenta fundamental para conscientizar a população sobre a importância do combate ao mosquito, reforçando o trabalho in loco dos agentes.

DICAS DE PREVENÇÃO
Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa, realizando toda a higiene e limpeza necessárias para evitar a proliferação do mosquito. Para isso, é preciso eliminar os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes Aegypti.
É importante lembrar de tapar os tonéis e caixas d’água, manter calhas sempre limpas, deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo, limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia, manter lixeiras bem tampadas e ralos limpos e com aplicação de tela, além de manter lonas para materiais de construção e piscinas sempre esticadas para não acumular água.

SINTOMAS
Os sintomas de dengue, Chikungunya ou Zika são semelhantes. Eles incluem febre de início abrupto acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele, manchas vermelhas pelo corpo, além de náuseas, vômitos e dores abdominais.
A orientação do Ministério da Saúde é para que a população procure a unidade ou serviço de saúde mais próximo de sua residência assim que surgirem os primeiros sintomas.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade