Prefeito e pároco de Caraá apelam para que ninguém vá ao Santuário. Ele está fechado.

Numa importante reunião realizada na manhã de terça-feira (23) no gabinete do prefeito municipal Magdiel Silva, em Caraá, ficou decidido que o Santuário de Nossa Senhora das Lágrimas ficará fechado por tempo indeterminado devido ao agravamento da pandemia na região.

Num vídeo publicado no Facebook o pároco Pe. Nilso Zanella, visivelmente emocionado, apelou a todos para que não se dirijam ao Santuário: “Por favor! Pelo amor de Deus e à Nossa Senhora das Lágrimas, não se dirijam ao Santuário! Rezem em casa!”
Na voz do pároco, podia ser observada emoção ao fazer este dramático apelo.
Nem a imagem ficará exposta no altar campal como se previa. Quem insistir em ir até ao Santuário não irá encontrar nada. E o padre procurou também desestimular as caminhadas tradicionais: “Não insistam em caminhar até lá. Este é nosso compromisso com a vida!”
O sacerdote afirmou que, se alguém tomar alguma decisão contrária aos apelos feitos e acontecer qualquer coisa, a responsabilidade cairá sobre ele.
Vai haver policiamento ao longo do trajeto para impedir que as pessoas sigam até aquele local.
O fechamento do Santuário será por tempo indeterminado, ou seja: até que toda essa situação grave seja superada.
“Contamos com a compreensão de todos. Não adianta brigar contra a bandeira, quando não temos mais leitos disponíveis nos hospitais”, disse o padre em tom dramático.
O padre disse de sua tristeza ao ver que muitas pessoas insistem em negar a pandemia, desobedecendo aos protocolos sanitários, não tomando os necessários cuidados e continuando a participar de eventos onde há aglomerações.
A sua grande esperança é de que essa pandemia seja superada para que, no ano que vem, a romaria, que nunca chegou a ser interrompida ao longo da história por causa de doenças, volte a ser realizada. O Padre Zanella demonstrou toda a sua Fé no sentido de que, se todos colaborarem, essa doença será página virada.
Por sua vez, o prefeito Magdiel Silva também se manifestou, reforçando o apelo feito pelo padre Zanella no sentido de que os fiéis não se dirijam ao Santuário porque em primeiro lugar, é necessário preservar o bem maior: a Vida.
Numa foto enviada na manhã de hoje para a reportagem da FOLHA PATRULHENSE, o Pe. Nilson Zanella mostra como está o acesso ao Santuário: completamente vazio. E ele acrescenta: “Tristeza”.
Fonte: Folha Patrulhense/Grupo 2M
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade