Prefeito de Caraá implantou em janeiro sistema de GPS nos veículos para acompanhar trabalho dos operários

Na primeira de duas reportagens, a FOLHA PATRULHENSE estará ouvindo o prefeito Magdiel Silva a respeito de como está hoje a administração do Município de Caraá.
O prefeito adiantou-se em, pelo menos quatro meses ao seu colega de Porto Alegre, na ideia de implantação do GPS nos veículos da prefeitura. O prefeito da capital gaúcha Sebastião Melo recém implantou esta medida na sua administração.
Magdiel Silva havia anunciado esta medida em janeiro, logo após tomar posse, quando falou pela primeira vez como gestor daquele município.
“Tínhamos uma lei de diária muito defasada e por isso copiamos a de Capivari do Sul onde existe a diária para servidores que estão fora do município acima de seis horas, sendo que aqueles que permanecem até seis horas recebem meia diária”, justifica Magdiel.
Para definir como seria esse controle implantamos GPS nos veículos, porque, além de sabermos exatidão da localização da máquina e o que está fazendo, também teremos o controle em relação à diária onde poderemos economizar na nossa folha de pagamento e também poder pagá-los de forma justa e sensata”, explica o prefeito.

O QUE JÁ FOI FEITO
Nestes primeiros cinco meses, o prefeito disse ter sido feito um trabalho árduo para saber em que pé estavam as contas públicas, sua situação de contratos e convênios. Em fevereiro, sabendo o tamanho da situação no CAUC (Serasa das prefeituras) para a cedência de empréstimos ou para a vinda de emendas parlamentares que impede a contratação de financiamentos dos municípios inadimplentes registro dos nossos municípios para cedência de empréstimos vinda de emendas parlamentares. Sabia-se que desde 2009 não era feita prestação de contas de notas de medicamentos. Trabalhamos arduamente até agora para termos desfecho favorável. No FAPS havia uma dívida de 1,7 milhão de reais, dívida deixada pela gestão anterior que conseguimos parcelar em 60 vezes. Sabendo e tomando pé das outras dívidas, estamos efetuando a quitação. Convênios, como o do lixo que estavam se encerrando dia 31 de março, renovamos por mais um ano com Santo Antônio. Com a inauguração da RAC Saneamento, trabalhamos para firmar um convênio com RAC que representará uma economia de metade do valor chegando a uma economia de aproximadamente 150 mil reais no ano. A partir do momento em que esse convênio for firmado, rescindiremos o convênio com a prefeitura de Santo Antônio e direcionaremos o nosso lixo primário para Rincão do Capim. No momento o lixo de Caraá vai para o lixão do Morro do Púlpito, em SAP.

VACINAÇÃO
Magdiel Silva disse que o município segue o Plano Nacional de Imunização. No momento ainda estamos vacinando as pessoas com comorbidades e também estão sendo vacinados os professores, além do que aguardamos a definição da próxima etapa quando também serão vacinados os caminhoneiros, mas há uma previsão de que haverá alteração desse grupo para começar a vacinação de pessoas abaixo de 60 anos e por isso, estamos aguardando uma posição do Ministério da Saúde, Secretaria Estadual da Saúde e também a 18ª Coordenadoria Regional de Saúde.
O prefeito afirmou que em Caraá, 30 por cento da população já foi vacinada, sendo que 2.500 já receberam a primeira dose e l.400, a segunda, mas admite que problemas estão sendo enfrentados em relação à segunda dose, como está acontecendo com qualquer município brasileiro, pela falta de vacinas da CoronaVac.

SAÚDE
Em janeiro, na antiga gestão deferiu férias para quase todos os profissionais da saúde, inclusive médicos o que deixou o município bem defasado. Após, fomos reequilibrando o quadro e hoje, além do quadro existente, contratamos mais um clínico geral, havendo também o retorno de um clínico geral, que é o dr. Márcio Cavalcante, que atende de forma remota por problemas de saúde por doença autoimune. Aguardamos a definição de algumas situações para que ele retorne ao atendimento presencial.
Em março, o prefeito aumentou, mesmo com toda a onda de Covid com números muito elevados, o horário da UBS de Rio dos Sinos, dando a exclusividade somente para atendimento de Covid. “Com a redução desses números, voltamos ao atendimento normal daquela UBS, mas a diferença é que agora trabalha nove horas direto sem fechar ao meio dia. De agora em diante vamos trabalhar para oferecer mais especialidades para a população caraense”.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade