Gravataí atinge conceito máximo em ranking que mede a saúde financeira dos municípios

O trabalho de gestão da Prefeitura de Gravataí, com responsabilidade fiscal, redução do custo da máquina pública e incremento de receitas, segue gerando resultados positivos. Gravataí entrou para o seleto grupo de municípios com conceito “A” no ranking de Capacidade de Pagamento (CAPAG) da Secretaria do Tesouro Nacional, que mede a saúde financeira dos municípios e suas condições para obter garantias da União e taxas de juros mais acessíveis.

“É uma excelente notícia. Um trabalho iniciado ainda na gestão do prefeito Marco Alba, ao qual demos continuidade, e que representa mais um avanço para o nosso município. Hoje, Gravataí está em outro patamar, fruto do planejamento e da responsabilidade dessas gestões. Essa condição melhora ainda mais nossa perspectiva de seguirmos investindo com foco em solucionar os gargalos da cidade”, destaca o prefeito Luiz Zaffalon.

Conforme explica o secretário da Fazenda, Davi Severgnini, Gravataí alcançou tal condição especialmente em função de uma gestão austera, responsável no trato das finanças e assertiva em torno das medidas de contenção de despesas e incremento de receitas.

Segundo ele, as ações de correção de passivos, a modernização da gestão e as reformas, com destaque para a da Previdência, foram responsáveis por colocar Gravataí entre os municípios que estão no topo do ranking da STN, em que são avaliados itens relacionados ao endividamento, à poupança e à liquidez.

“Depois de obter conceito excelente no índice Firjan, essa é mais uma conquista relevante na área financeira, que permite ao município obter garantias da União para operações internacionais de crédito ou ainda acessar financiamento internos a taxas mais baixas do que aquelas até aqui praticadas”, celebra o secretário da Fazenda.

MELHOR CIDADE GAÚCHA PARA INVESTIMENTO NA INDÚSTRIA

Por conta desse desempenho em gestão, a Prefeitura alcançou índices históricos de investimento em infraestrutura, tornando-se um dos principais polos para atração de investimentos, especialmente em logística. Dados do Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios, elaborado pela Urban Systems, com exclusividade para a Revista EXAME e, posteriormente, divulgado de forma ampla para todos os atores, privados e públicos, envolvidos no desenvolvimento das cidades brasileiras, mostram Gravataí em primeiro lugar entre os municípios gaúchos com mais de 100 mil habitantes no eixo econômico da indústria.

O levantamento traz análises referentes à infraestrutura de saneamento, de transportes, de mobilidade urbana, de logística e de telecomunicações. Também foram avaliados indicadores como o impacto da pandemia na gestão municipal, levando em conta, principalmente, o índice vacinal.

“Os estudos elaborados pela Urban Systems consideram a dimensão ampliada do olhar de negócios, elevando o município como o protagonista do desenvolvimento econômico e identificando as oportunidades com potencial para ampliar o desenvolvimento econômico das cidades”, diz Willian Rigon, sócio e diretor de marketing da Urban Systems.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade