Zaffalon e Corsan dão ordem de início para a construção de novo reservatório de água na Morada do Vale

O prefeito Luiz Zaffalon recebeu representantes da Corsan, incluindo o seu diretor-presidente, Roberto Barbuti, e o diretor de Expansão, Julio Hofer para uma apresentação do plano de ações e investimentos da autarquia na cidade e região que impactam no serviço entregue em Gravataí. O valor estimado de investimento está na casa dos R$ 500 milhões. Há obras para curto, médio e longo prazos.
O encontro ocorreu na terça-feira, 15. Na mesma oportunidade, foi assinada a ordem de início da obra que amplia o trabalho de reservação na região das moradas do Vale. Em um terreno, na esquina das ruas Armando Divan e Alcidez Gonzaga, está sendo construído um novo reservatório de água, em aço vitrificado, com capacidade de 3 milhões de litros, que deverá atender cerca de 67 mil habitantes. O valor estimado da obra é de R$ 3,88 milhões e o tempo de execução é de um ano.
Segundo o prefeito Zaffa, estes anúncios são de extrema importância para o município. “Fiz uma forte cobrança, no início deste ano, à Corsan, porque acreditamos e precisamos dos investimentos, que em resposta, a companhia anuncia hoje. A obra do novo reservatório, na Morada do Vale, é moderna e busca resolver o problema da falta de água. É um momento histórico para essa região.” O prefeito lembrou que a visita da Corsan não foi protocolar. “Estas obras apresentadas, com cronograma, impacto e investimento irão entregar para Gravataí o que a nossa sociedade realmente precisa”, comemorou Zaffa.
Em sua fala, o diretor-presidente Barbuti ressaltou que as iniciativas anunciadas pela Corsan buscam mudar a realidade do saneamento local de forma consistente e sustentável. “Temos desafios também no abastecimento de água. A Corsan vem buscando aumentar a segurança hídrica da região e construir alternativas à água captada no rio Gravataí”, frisou, informando que a companhia tem buscado renovar as fontes de recursos financeiros, por meio de financiamentos e de abertura de capital.
Já, o diretor de Expansão Hofer, realizou uma apresentação sobre os empreendimentos em execução e previstos para Gravataí e região metropolitana que impactam no serviço prestado à cidade. “São investimentos planejados, já previstos em orçamento, com execução planejada ou em andamento”. Ele explicou que os sistemas de água e esgoto de Gravataí e Cachoeirinha funcionam de forma integrada, contando também com captação de água em Canoas. Afirmou ainda que, no esgotamento sanitário estão em andamento a ampliação das estações de tratamento de esgoto (ETEs) Parque dos Anjos e Freeway e a execução de redes coletoras, Estações de Bombeamento de Esgoto (EBEs) e linhas de recalque nos bairros Tom Jobim, Moradas do Vale I e II e Parque Ipiranga.
No abastecimento de água, estão sendo executados um novo reservatório, que é o caso do novo tanque que iniciou as obras na Morada do Vale I, e uma adutora de água tratada em Cachoeirinha, partindo desde a avenida Flores da Cunha até o Centro de Reservação (CR) Vista Alegre.

Obras em fase de projeto
Na fase de projeto, de acordo com Hofer, encontram-se as seguintes ações: melhorias na Estação de Tratamento de Água (ETA) Cachoeirinha (ampliação de produção com instalação de lamelas flexíveis nos decantadores); interligação, por meio de nova adutora, entre a ETA Gravataí e o CR Ciprestes; nova adutora entre a ETA Gravataí e o reservatório R-34 (Santa Cecília); aumento de vazão de água bruta de Canoas para a ETA Cachoeirinha, com substituição da adutora existente; nova captação de água no arroio das Garças; implantação de sistema de abastecimento em Viamão com captação de água no Guaíba, nova ETA, reservatórios e adutoras (o que vai aumentar a disponibilidade de água para várias cidades da Região Metropolitana, incluindo Gravataí); ampliação da produção da ETA Gravataí em 50%, passando para 750 l/s; interligação entre os CRs Ciprestes e Vista Alegre, com nova adutora; aumento da capacidade da ETA Cachoeirinha para 1400 l/s (acréscimo de 50%); nova adutora entre Gravataí e Cachoeirinha, com substituição da existente; e nova adutora entre a ETA Alvorada e a ETA antiga em Gravataí, localizada no Distrito Industrial.

Mais água para as moradas do Vale
Após a reunião, os representantes da Corsan e da Prefeitura dirigiram-se à área onde será construído o novo reservatório de 3 milhões de litros, que vai beneficiar a região Noroeste da cidade, o que inclui as Moradas do Vale I, II e III. A principal função do novo reservatório é reforçar a oferta, garantindo o abastecimento por mais tempo para a população durante situações de falta de água no sistema.
Estiveram acompanhando a ação o ex-prefeito Marco Alba, o vice-prefeito Levi Melo, o secretário Municipal de Obras Públicas, Paulo Martins e os vereadores Áureo Tedesco, Alex Peixe e Fábio Ávila, além de diversos funcionários da Corsan.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade