Vereadores do MDB avaliam equivocada a troca de local do Sentinela e outras decisões tomadas pela Saúde

A bancada de vereadores do MDB avaliou a troca de local do Sentinela e dos serviços de Saúde Mental como um erro da Administração Municipal. Eles constataram isso, após visitar os dois locais. Valdir Silva, Ricardo Pires, Gabriel Diedrich e Paulinho Neves não foram consultados sobre a ativação do CAPS e do AMENT onde funcionava o Sentinela, que teve seus profissionais e serviços transferidos para a Cidade Baixa, no local que ficava o AMENT.
“Infelizmente, não pudemos opinar sobre essa decisão da Prefeitura, que na nossa opinião foi um erro, pois o Sentinela foi para um ambiente menor e poucos dias depois vimos uma explosão de novos casos de Covid. Apesar da diminuição de casos em Dezembro, a pandemia não acabou e sabíamos que as festas de final de ano iriam refletir nesse aumento de contaminados”, reclamou Valdir, líder da bancada emedebista.
Os vereadores ainda criticaram a decisão de levar para os postos de saúde dos bairros e do interior, o atendimento de pessoas com sintomas da Covid, reduzindo o acesso a serviços relacionados a outras doenças. Eles ainda alertam para um perigo maior de contaminação, como já aconteceu, nas unidades da AGASA e da Miraguaia.
Gabriel Diedrich chama a atenção ainda para as condições de trabalho que profissionais que atuam no CAPS e AMENT estão submetidos. “O ambiente não foi preparado adequadamente para receber profissionais e pacientes, os procedimentos realizados pelo serviço de saúde mental são diferenciados, exigem mais tempo de atendimento e necessitam de uma estrutura mais adequada. Infelizmente, uma medida tão importante, que envolve toda a população, não foi discutida conosco, vereadores do MDB. Vamos lutar para reverter esse problema criado! Infelizmente faltou diálogo, e quem mais está sofrendo com isso são os patrulhenses e os servidores”, lamentou.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade