SAP instala ecoponto para coleta de lâmpadas fluorescentes

O primeiro Ponto de Entrega Voluntária (PEV) para recolhimento de lâmpadas fluorescentes de Santo Antônio da Patrulha foi instalado recentemente no município. O ecoponto fica na loja de materiais de construção Redemac (Rua João Pedroso da Luz, 1577). A logística reversa é um tema que envolve as áreas Técnica e de Educação Ambiental do Pró-Sinos desde 2019, quando teve início o diagnóstico para a implantação de pontos de entrega voluntária nos municípios da bacia.
De acordo com o Plano Nacional de Resíduos Sólidos, a logística reversa contempla uma série de ações com o objetivo de viabilizar a coleta e a devolução de resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento ou outra destinação ambientalmente correta. Em 2014, a União assinou acordo setorial que estabelece a logística reversa das lâmpadas fluorescentes. A implantação iniciou-se em 2017 e deve se estender até o final deste ano. No ano passado, foram abertos cinco novos PEV nos municípios consorciados ao Pró-Sinos: um, em Parobé; dois, em Sapiranga; outro, em Rolante; e um no município de Taquara. Ao todo, são 28 PEVs para entrega de lâmpadas fluorescentes entre os municípios da bacia do Rio dos Sinos.
“Fabricantes, importadores e comerciantes de produtos que possam causar danos ao meio ambiente devem criar um sistema de destinação independente da limpeza urbana”, explica o diretor-técnico do Pró-Sinos, Hener de Souza Nunes Júnior. Segundo ele, ao poder público cabe regular, licenciar e fiscalizar as atividades que envolvem o descarte desses resíduos. O consumidor deve descartar corretamente o resíduo no PEV. A Reciclus é a entidade gestora do setor das lâmpadas que operacionaliza a logística reversa.
Em Santo Antônio da Patrulha, não dispor de uma forma adequada para descarte de lâmpadas era motivo de preocupação, pois são compostas de metais pesados, tóxicos e prejudiciais ao ambiente e à saúde humana. “Termos ao menos um ponto de coleta de lâmpadas no município já é um grande avanço. Se mais alguma empresa desejar abrigar um ecoponto, o departamento está à disposição para fazer a intermediação e fornecer as orientações necessárias”, destaca a responsável pela educação ambiental no Departamento do Meio Ambiente, Marcia dos Santos.
O avanço da logística reversa nos municípios está na pauta da próxima reunião do Pró-Sinos com os interlocutores municipais. Conforme a coordenadora da Educação Ambiental do Pró-Sinos, Daniela Tomaz, há outros produtos que fazem parte do sistema de logística reversa, como pilhas, baterias, eletroeletrônicos, embalagens de óleo lubrificante, pneus inservíveis e medicamentos vencidos. “Estamos produzindo conteúdos informativos, orientando sobre como dar destinação correta a esses resíduos. Vamos disponibilizar aos municípios e divulgar nas redes sociais do Consórcio Pró-Sinos”, finaliza Daniela.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade