Santa Casa apresenta dados de atendimentos em audiência na Câmara Municipal de Gravataí

Apresentar o raio-x da atuação da Santa Casa na saúde pública de Gravataí. Essa foi a proposta do superintendente do Hospital Dom João Becker na tarde dessa quarta-feira (25/5) na Câmara Municipal. Antonio Weston levou dados e informações sobre os atendimentos pelo Sistema Único de Saúde realizados, tanto no hospital, quanto nas UPAs do município. Após a apresentação, atendeu os questionamentos dos vereadores. O Secretário Municipal de Saúde, Régis Fonseca, também participou da sessão no legislativo municipal e esteve à disposição dos parlamentares para falar sobre a gestão da saúde em Gravataí.

No que diz respeito ao hospital, Weston trouxe números dos primeiros quatro meses do ano. De janeiro a abril, foram realizados 11.827 atendimentos na Emergência SUS e 1.957 internações. O Dom João Becker também efetuou 2.426 procedimentos cirúrgicos e 204.374 SADTs (exames e diagnósticos). “Esses dados dão dimensão da importância do Dom João Becker para o município de Gravataí. Temos responsabilidade do papel da Santa Casa na construção de uma saúde pública de qualidade no município e vamos usar a nossa experiência, construída ao longo de 219 anos, nessa missão”, afirma. Segundo o superintendente, o planejamento estratégico elaborado no final de 2021 (o primeiro em toda a história do hospital), que já está em execução, prevê inúmeros avanços em estrutura e oferta de serviços ao longo dos próximos quatro anos. A Nova UTI, inaugurada em dezembro passado, e a Nova Emergência SUS, em obras, são exemplos.

Em relação às UPAs, a mudança vem ocorrendo de maneira acelerada. Diferentemente do hospital, que é de sua propriedade, nas Unidades de Pronto Atendimento da Cohab e da Moradas a Santa Casa é apenas a prestadora de serviço. Independente disso, a boa relação com a Prefeitura permite que os avanços ocorram rapidamente. “Pegamos a gestão das UPAs com o enorme desafio de transformá-las. Já fizemos profundas alterações nos recursos humanos e estamos investindo em melhorias estruturais, em parceria com a Secretaria de Saúde”, ressalta Weston. De janeiro a abril foram 27.231 atendimentos na UPA Moradas e 27.729 na UPA COHAB.

REFERÊNCIA PRÉ-HOSPITALAR

A meta estabelecida pela Santa Casa é de tornar as UPAs referência em atendimento pré-hospitalar. Para isso, a gestão de pessoas, suprimentos e materiais, a integração de fluxos e o atendimento dos prazos estabelecidos pelo protocolo de classificação de risco são os principais sinalizadores. Ações já estão em andamento, focadas na redução do tempo de espera, no estabelecimento de uma nova política e modelo assistencial e na diminuição da média de permanência dos pacientes. Uma das grandes conquistas foi a agilidade nas transferências. De janeiro a abril, ocorreram ao todo 580 remoções, seja para o Dom João Becker ou outros hospitais da Grande Porto Alegre.

A presença na Câmara Municipal foi saudada como uma grande oportunidade de mais uma vez promover a transparência sobre a atuação da Santa Casa em Gravataí. “Estamos à disposição, não só do poder público, mas de toda a comunidade”, destaca Antonio Weston. De acordo com ele, manifestações na imprensa, nas pesquisas de satisfação e nas ouvidorias já sinalizam que a população está envolvida em uma espiral positiva, visando a melhoria no atendimento em saúde no município.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade