Ramo Lobinho do Grupo Escoteiro Sentinelas do Vale participa de acantonamento em escola

Atividade foi realizada entre sábado e domingo (23 e 24 de julho) no CAIC da Fátima

Priscila Milán

O fim de semana passado foi de muita diversão para o Ramo Lobinho do Grupo Escoteiro Sentinelas do Vale, de Cachoeirinha. Entre a manhã de sábado e domingo (23 e 24 de julho), 14 crianças, na faixa etária de seis a 11 anos, participaram de um acantonamento na Escola Francisco José Rodrigues (CAIC da Fátima). A programação foi monitorada por cinco chefes e dois pais. Conforme Bianca Spolavori, a chefe Akelá, a garotada montou as barracas para dormir e se dedicou a atividades para aprimorar os conhecimentos em duas especialidades: babá e rastreamento. “Aprenderam alguns cuidados com bebês e tiveram que identificar itens somente com o tato”, explica.

A programação também incluiu brincadeiras, como o jogo noturno no qual os lobinhos, escondidos em trincheiras montadas com mesas e bancos, precisaram se locomover no escuro até chegar ao farol, onde estava um dos chefes com uma lanterna. Canções e apresentações de esquetes foram outras atrações do acantonamento, cuja montagem das barracas serviu de experiência para as crianças, que vão se unir aos demais ramos escoteiros em um acampamento para integração do grupo, no final do ano.

Impressões das crianças

A gurizada gostou muito da experiência de dormir em barracas, fora de casa. Daniel da Silva dos Santos, que participou do evento com a irmã, Luana, relatou ao pai, Volnei, que o acantonamento superou as expectativas. “Achei tudo muito legal”, comentou o menino. Alessandra dos Santos Vargas compartilhou com o pai, Argemiro, que gostou tanto das atividades que não vai perder nenhum dos encontros do Grupo Sentinelas do Vale.

“Ela contou que foi uma experiência maravilhosa, que adorou dormir na barraca e dividir histórias com as outras lobinhas. Gostou muito de fazer a Flor Vermelha pela primeira vez e disse que contar histórias em volta da fogueira foi sensacional!”, salienta o pai da menina.

As manas Giovanna, Nathalia e Beatriz de Abreu Senger também acharam muito divertido o período na escola. Com entusiasmo, cada uma delas descreveu para a mãe, Franciele, os momentos prediletos durante o evento. Dormir na barraca com as amigas foi uma das melhores partes do encontro do ramo Lobinho, na opinião das garotas. Elas também ficaram felizes em aprender mais sobre as especialidades, ouvir histórias e brincar no escuro.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade