Prefeitura de Gravataí e Prado Bairro-Cidade lançam PradoTech

Com uma localização estratégica e uma das melhores legislações de incentivo e apoio à inovação e ao desenvolvimento tecnológico, o Prado Bairro-Cidade e a Prefeitura de Gravataí lançaram, na quinta-feira, 9, as obras do PradoTech e da pedra fundamental da Casa das Startups. O parque tecnológico, que terá 30 mil metros quadrados, futuramente, deverá abrigar a Secretaria Municipal da Inovação, Ciência e Tecnologia (SMICT), 120 empresas âncoras e startups, além de gerar 5 mil empregos de alto valor agregado. O investimento previsto é de R$ 200 milhões.

A primeira entrega do PradoTech ficará pronta no primeiro trimestre de 2022. É a Casa das Startups. Lá, estará sediada a incubadora de base tecnológica sob gestão da Unidade de Inovação e Tecnologia (Unitec). Em outubro deste ano, a prefeitura e a incubadora da Unisinos assinaram o contrato do Programa + Startups: Rede Unitec de Incubadoras Locais. O objetivo é fomentar o desenvolvimento de startups no estado, oportunizando a participação de empresas de base tecnológica.

“Inovação, ciência e tecnologia são o futuro. Um município pujante como Gravataí já está se preparando para isso. Nossa legislação é moderna e estamos permanentemente adaptando para estar nesse mercado. Um polo de inovação no município, com a iniciativa privada, é tudo o que precisamos. É a concretização de um sonho: levar Gravataí, uma cidade de vocação industrial, para o caminho da inovação tecnológica”, destacou o prefeito de Gravataí, Luiz Zaffalon.

A SMICT estará instalada na Casa das Startups. A intenção é agilizar os processos e aproximar-se dos empreendedores, na lógica one stop shop (balcão único). No local, haverá espaço para dez startups incubadas pela Unitec, coworking, espaço para outras 20 startups, salas de reuniões, arena de inovação e eventos de conexão com grandes empresas, iniciativas de impacto e negócios inovadores. Também haverá infraestrutura integrada com cafeteria, recepção, segurança e outros espaços compartilhados.

“O PradoTech vai mudar completamente o ecossistema de Gravataí e a matriz econômica será bastante impactada por esse trabalho que está sendo desenvolvido. Gravataí tem um cenário de educação muito forte. Já estamos pré-acelerando 20 empresas no Programa Gravataí Startup e temos, aí, um embrião para acelerar o crescimento desse Parque Tecnológico”, acrescentou, Selma Fraga, secretária de Inovação, Ciência e Tecnologia de Gravataí.

Integração entre governo, empreendedor, academia e sociedade

A partir do conceito da quádrupla hélice para sua implantação — governo, empreendedor, academia e sociedade —, o PradoTech irá conectar a nova economia e os negócios tradicionais, estimulando a inovação e contribuindo para o crescimento regional. “Gravataí tem a melhor lei de inovação do estado. Ter um Parque Tecnológico é a garantia de empregos de valor agregado e geração de impostos. O posicionamento do município muda a relação das pessoas com a cidade, atrai investimentos e ajuda o Brasil a se conectar no contexto das novas economias”, destacou Susana Kakuta, que atua no projeto.

Na avaliação do presidente da Domus Urbanismo e investidor do Prado Bairro-Cidade, Carlos Gerdau Johannpeter, trata-se de um projeto que trará grande relevância empresarial e tecnológica nos campos de atuação.
“O Prado é um lugar único. E nos traz a oportunidade de construir um ambiente de inovação e a criação de novos negócios, geração de empregos e educação. Algumas verticais, já definidas, estão nos campos da Nanotecnologia, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Energia e baterias, Robótica e na área Biomédica. Buscamos escrever um capítulo importante na história do Rio Grande do Sul e do Brasil”, pontuou.

Participaram da cerimônia de lançamento, o secretário de Inovação do RS, Luiz Lamb, o reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Carlos André Bulhões, o reitor da Unisinos, padre Marcelo Fernandes de Aquino, o empresário e acionista do grupo Gerdau e Presidente do Movimento Brasil Competitivo (MBC), Jorge Gerdau Johannpeter, o diretor executivo do Instituto Caldeira, Pedro Valério, o ex-prefeito Marco Alba, secretários do governo municipal e representantes de entidades municipais, estaduais e empresários.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade