Prefeito fala sobre a vacinação com a CoronaVac

Ao referir-se às duas aplicações da vacina CoronaVac, para quem estava atrasado com a segunda dose, o prefeito municipal reconheceu que o episódio verificado na noite de seis para sete de maio, serviu para que o planejamento que fora idealizado terminasse sendo refeito. Rodrigo Massulo disse que não foi correto as pessoas ficarem na fila durante a noite e a madrugada fria, para garantir a aplicação do imunizante.
“Decidimos que quando vier nova remessa da vacina, anunciaremos e efetuaremos a aplicação no mesmo dia para evitar o que ocorreu”, afirmou o prefeito.
No entanto, disse que as pessoas precisam ficar atentas para ouvirem na rádio Itapuí e nas redes sociais, a informação sobre a chegada da vacina que deverá ser sempre anunciada preferencialmente ainda pela manhã, dando tempo a que as pessoas façam fila a fim de receberem a sua dose correspondente.

DENTRO DO PÁTIO
Na mais recente aplicação de 400 doses enviadas pela Coordenadoria Regional de Saúde, os que estavam ainda dependendo da aplicação programada para o dia 23 de abril, foram orientados a que, com seus carros se deslocassem para o interior do parque Caetano Tedesco e do lado de fora, permaneceram os que precisavam receber o imunizante previsto para 24 de abril. Mas nem todos conseguiram ser imunizados porque o estoque terminou rapidamente.
Ontem, quarta-feira (19), confirmando a expectativa de Massulo, houve a aplicação das doses da CoronaVac atrasadas desde o dia 26/04 ou antes.
Assim, das 16h às 17h a aplicação foi para pessoas com a 2ª dose agendada para o dia 24/04 ou antes. Das 17h às 19h – para pessoas com a 2ª dose agendada para o dia 26/04.
Quando vier uma nova remessa, será adotado o mesmo procedimento: anúncio no mesmo dia pela Itapuí e pelas redes sociais da prefeitura para que as pessoas sejam vacinadas no mesmo dia.
Assim, entende o prefeito municipal, em pouco tempo a situação estará normalizada.
Contudo Rodrigo Massulo afirmou que existe o temor de de todos os prefeitos brasileiros de que depois que o Ministério da Saúde orientou que não mais deixassem vacinas em estoque, a China atrase o envio de insumos para a produção da vacina pelo Instituto Butatan. Se isso ocorrer, é imprevisível saber quando mais doses serão enviadas depois da nova remessa.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade