Jaime Müller completa cem edições do Caminho Gaúcho de Santiago

O historiador, denominado Repórter da História, Jaime Nestor Müller, é um dos mentores, ao lado de Tilton Martins, pela criação em 2014 do Caminho Gaúcho de Santiago, um trecho de 18 km de estrada de chão, que parte de Santo Antônio, tendo sua culminância na saída do Morro da Agasa e no percurso mais curto (12 km), em Montenegro, já em Portão II, onde fica a popular Tenda do Floriano. Completado no dia 02 de janeiro, sua centésima caminhada, Jaime, que está com 72 anos de idade e que nasceu em Rolante em 1949, quando era o 4º distrito de Santo Antônio da Patrulha, conversa com a reportagem da FOLHA PATRULHENSE a respeito deste feito, que pretende não parar, mas que já decidiu, continuar efetuando caminhadas neste trecho.
O percurso teve sempre o apoio da prefeitura municipal desde o seu surgimento, notadamente através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.
Para Jaime, completar a centésima edição, foi o coroamento de uma meta estabelecida há mais tempo, mas que em função da pandemia teve que ser adiada. Sentindo-se realizado e muito feliz pelo momento.
PORQUÊ CAMINHAR
Falando sobre esta modalidade escolhida por ele, afirma que “experiência com caminhadas já tenho há mais de vinte anos, mas as primeiras sempre são mais difíceis, uma vez que, no momento em que a pessoa resolve fazer algum tipo de exercício, tal qual caminhadas, há necessidade de se ter um bom preparo, que vai sendo adquirido com a pratica constante”.
Esse total de caminhadas, explica Jaime Müller, não é promessa, porque sempre foi praticante de esportes tais como futebol, vôlei, ciclismo, tênis, corrida e caminhadas, “mas acabei optando pelas últimas, o que me dá muito prazer e agrego ainda a elas meu hobby de fotografar, coisa que fica bem mais fácil em caminhadas. Para o corpo e a mente quaisquer esportes são fundamentais e nas caminhadas no Caminho Gaúcho de Santiago, você ainda tem a oportunidade de observar a bela natureza de nosso município”.
PAISAGENS EXUBERANTES
Perguntado sobre o que mais chama sua atenção, bem como a dos visitantes, “é a exuberância das belezas naturais do nosso município. No traçado de 18 km (início na Agasa), o visual da Lagoa dos Barros lá no alto é de encher os olhos, sendo que em dias de céu limpo pode se visualizar também o Parque Eólico de Osório e os edifícios da cidade de Tramandaí. Já no traçado de 12 km. (Início na Tenda do Floriano) temos a noção da Serra Geral e com destaque o imponente Morro do Cantagalo, um guardião do nosso município com 826 metros de altitude acima do nível do mar”.
REAÇÃO DOS MORADORES
Hoje, percorrer o trecho, tanto para Jaime como para os demais optantes desta modalidade de esportes já não representa mais novidade para os moradores. “Porém de início, lá no ano de 2014, quando da inauguração do caminho, os moradores, como é natural no interior, ficavam desconfiados com tantos “estranhos” circulando pela região. Aos poucos fomos explicando para eles do que se tratava e acabaram acostumando, sendo que hoje eles literalmente abraçaram o caminho e muitos deles, construíram defronte suas moradas capelinhas com santos de sua devoção. Atualmente com a diminuição do fluxo de caminhantes diminuiu, os moradores manifestaram a sua estranheza pela não vinda dos mesmos”.
RECOMENDAÇÕES
O veterano em caminhadas explica a quem quiser fazer o percurso pela primeira vez que o Caminho Gaúcho de Santiago tem dois traçados, um de 12 km e outro com 18 km e são classificados como de “média dificuldade” e que requerem um certo preparo do caminhante. Recomendo ainda que: usem protetor solar; um chapéu para proteger adequadamente a cabeça; utilizar um calçado que já tenha sido usado muitas vezes; hidratar-se durante o exercício com muita água; usar um cajado para apoio nas subidas e descidas e, principalmente, muita disposição. Se for caminhante de “primeira caminhada” é bom que tenha um apoio durante o trajeto.
E por fim, convida: “Gostaria de acrescentar que os patrulhenses procurem conhecer o Caminho Gaúcho de Santiago em Santo Antônio da Patrulha. Ele é referendado pelo Consulado da Espanha e já passaram por ele mais de 10.600 caminhantes, 90% de fora do nosso município”.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade