Hospital de Santo Antônio da Patrulha segue sem casos de H3N2 e da variante ômicron

Os enfermeiros Bruna Gil Vicente, do Controle de Infecção Hospitalar do Hospital de Santo Antônio da Patrulha, da Santa Casa, e Gustavo Hanich Kirsth, da Vigilância em Saúde, afirmam que até o momento não foi registrado nenhum caso de H3N2 no município, nem mesmo em relação à variante Omicron.
CUIDADOS
Como destaca Bruna, por se tratar de uma doença infectocontagiosa, a disseminação de ambos os vírus ocorre de pessoa para pessoa, com a contaminação por meio de gotículas respiratórias ou contato. “A orientação para a população segue a mesma do início da pandemia: uso de máscara, álcool em gel, distanciamento social e isolamento domiciliar se houver início de sintomas gripais”, reforça.
As orientações seguem por meio de redes sociais e nos atendimentos realizados à população nas Unidades Básicas de Saúde e no Hospital de Santo Antônio da Patrulha.
VACINAÇÃO
Ambos os enfermeiros ainda frisam que a vacinação continua sendo a melhor solução para diminuição do agravamento da doença, que já pode ser vista tanto na queda significativa nos números de internações, nas unidades Covid e nas UTIs, como de óbitos.
No município, o Hospital de Santo Antônio da Patrulha segue organizado para receber pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave, independente do quadro viral. “Mantemos dispostos seis leitos de suporte ventilatório em emergência para estabilização, com transferência para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) quando for necessário. Reforçamos que a procura por ambiente hospitalar deve ocorrer nos casos de sintomas graves, com febre alta persistente por mais de três dias, fadiga aos mínimos esforços e falta de ar”, destaca Gustavo.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade