Gravataiense vai a SP por paixão online, mas é enganado e recebe apoio de instrutor do Proerd para retornar ao RS

Que jovem nunca se apaixonou e sonhou ter encontrado o verdadeiro amor? Matheus tem 18 anos e mora na cidade de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre e foi para São Paulo tentar viver seu grande amor. Ele conheceu a namorada virtualmente e, após decisão de morarem juntos, Matheus foi para a metrópole paulista no último domingo (7/3). Infelizmente, quando chegou na capital paulista, a jovem com quem conversava repentinamente sumiu. Ela não compareceu na rodoviária e cortou qualquer contato com o rapaz, que ficou sozinho e sem recursos numa cidade desconhecida. O jovem permaneceu, desde então, no terminal rodoviário do Tietê, onde aproveitou para carregar o celular, mas estava sem dinheiro para se alimentar ou para voltar para o RS. Em meio ao caos, Matheus, que tem apenas uma madrinha como laço familiar, lembrou de um policial militar gaúcho que conhecia. Utilizando o sinal de internet da rodoviária, o jovem entrou em contato com o soldado Ávila, que fora seu instrutor do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) na infância, e pediu ajuda através de uma rede social.
Após a informação, uma rede de apoio foi iniciada integrando, através do PROERD, as polícias militares do Rio Grande do Sul e São Paulo com o objetivo de ajudar Matheus. Uma guarnição da PM paulista, com a orientação da capitã Ligia Silva, oficial da PM que coordena o Proerd em São Paulo, localizou o jovem e deu o primeiro acolhimento, alimentando Matheus. Ambas as polícias fizeram contribuições para a compra da passagem e de alimentos para que Matheus pudesse retornar para casa. Ele foi recebido na rodoviária de Porto Alegre, às 21h da última quarta-feira (10/3), pelo coordenador estadual do Proerd, tenente-coronel Cilon e pelo seu antigo instrutor, soldado Ávila. Após o encontro emocionado, Matheus recebeu um kit de boas-vindas e foi conduzido de viatura até a residência de sua madrinha, em Gravataí. A familiar ficou emocionada quando recebeu notícias do jovem, depois de ele ter saído de casa no sábado sem entrar mais em contato. O jovem, que saiu de casa procurando amor, de fato o encontrou quando foi acolhido pela rede do Proerd. Apesar do final feliz, a BM aproveita a história para alertar os jovens para o perigo de desfechos trágicos par histórias como esta. Todos devem tomar cuidado ao conhecer pessoas estranhas ao seu ambiente familiar e de amigos, seja de forma presencial ou na Internet, ainda mais quando envolve locais distantes.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade