Ferulinho fala sobre a decisão do MDB em integrar a chapa de Eduardo Leite

O que aconteceu na convenção do MDB no fim de semana, deve provocar uma divisão dentro do MDB, porque houve os que foram favoráveis ao Partido em apoiar Eduardo Leite (PSDB), candidato a Governador, com o que, Gabriel Souza integraria a chapa majoritária como candidato a vice e os que se manifestaram contrários à esta decisão.
ENCONTRO
No entendimento do presidente do diretório municipal do MDB em Santo Antônio “considerando a convenção anunciada, o Partido promoveu um encontro no dia 24 de julho, onde tivemos a oportunidade de avaliar e tentar dar um encaminhamento quanto a posição do MDB Patrulhense pela candidatura própria e pela coligação com o ex-governador”. Ferulio José Tedesco prossegue afirmando: “Isto foi feito para subsidiar os 3 delegados do município que lá compareceram e votaram. Inegável que o Partido neste momento está bem dividido, pois, a ideia seria candidatura de Governador liderada por Alceu Moreira ou Gabriel Souza. Podemos discordar de várias coisas, mas na verdade a maioria dos delegados optaram pela coligação na condição de vice. Então, foi uma decisão do Partido e que através de suas lideranças saberão conduzir e mobilizar todos principalmente aqueles que estão descontentes com o resultado. É necessário mostrar para a população que esse será o melhor caminho, a melhor proposta para governar o Estado”.
AMBIENTE PARTIDÁRIO
Afirma Ferulinho que o Partido está dentro de um ambiente partidário onde a decisão foi submetida ao colegiado (delegados municipais). “Essas lideranças tanto do Alceu como do Gabriel, tem origem, raízes e forte atuação em nossa região e talvez por isso tenha causado tanta discussão, pois, a região viu a possibilidade de um representante com vínculo na região chegar a candidatura de maior representatividade no Estado. Entendo que apesar do curto espaço de tempo, há a necessidade de esfriar a cabeça, de promover o diálogo, de orientação das principais lideranças partidárias e acima de qualquer coisa nestas horas devemos lembrar de Ulisses Guimarães que dizia: não se vota com o fígado, ou seja, com raiva e rancor”, conclui o presidente do diretório municipal do MDB de Santo Antônio da Patrulha.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade