Em um semestre, município atendeu mais de mil mulheres vítimas de violência

Nos primeiros seis meses do ano, a Prefeitura de Gravataí, por meio da Casa Lilás, que é o Centro de Referência da Mulher, recebeu mais de 100 mulheres vítimas de violência e realizou entre consultas psicológicas, jurídicas e de assistência social mais de mil atendimentos.
Por conta da pandemia, o espaço também sido utilizado para audiências on-line todas as segundas-feiras.
“Com o Fórum fechado, as mulheres precisam de um local seguro para participar das audiências e nós temos este espaço aberto para as que precisam”, destacou a coordenadora Analu Sônego.
Com a ampliação dos serviços às mulheres para atendimentos jurídicos e para a realização de audiências, a Casa Lilás ultrapassou a marca dos mil atendimentos neste primeiro semestre, reflexo, também, do aumento dos índices de violência contra a mulher durante a pandemia.
Em 14 anos de atuação, a Casa Lilás, da Secretaria Municipal de Governança e Comunicação Social (SGCOM), já atendeu 5.375 mulheres em situação de violência o que torna Gravataí uma referência na Região Metropolitana no atendimento as mulheres vítimas de ameaça. O secretário da SGCOM, Airton Leal, destacou a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido e lembrou que: “Além de todo o trabalho que a prefeitura presta na pós-violência, também, atua no Centro de Referência da Mulher por meio de campanhas que visam a minimizar os índices de ocorrências.”
A coordenadora Analu Sônego também reforçou a importância de as mulheres denunciarem qualquer tipo de violência e não se calarem.
“A denúncia é a única forma de o poder público poder ajudar uma mulher vítima de violência. Por isso, é muito importante que as mulheres não se calem e que denunciem e procurem ajuda”, reiterou Analu.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade