Caraá já recuperou mais de 400 km de estradas este ano

Mais de 400 km de estradas municipais de Caraá já foram recuperadas, desde que o prefeito Magdiel Silva assumiu os destinos político-administrativos do município no começo de janeiro deste ano.
Os serviços consistem em limpeza, abaulamento, envaletamento e ensaibramento. “Além disso, já recuperamos quatro pontes pênsil e construímos três tabuleiros de pontes. Também a construção de uma nova ponte na localidade de Passo da Forquinha numa parceria com a prefeitura de Santo Antônio da Patrulha, sendo que Caraá entrou com material e Santo Antônio com a mão de obra para a construção dessa ponte que fica na divisa de Santo Antônio com Caraá”, adiantou Magdiel.

LIMPEZA DOS RIOS
Outra atividade importante que a prefeitura caraense está realizando, é o desassoreamento do arroio Caraá e do Rio dos Sinos, sendo que a prefeitura obteve o licenciamento ambiental nesse sentido. Essa tarefa, conforme calcula Magdiel, deverá ter a duração de cinco meses. “Era um assunto que era muito falado em anos anteriores e agora estamos colocando esta meta em prática, o que era meta do nosso primeiro ano de governo”, disse o prefeito municipal caraense.
Na área central do município a prefeitura trabalha na recuperação do pavimento. Serão mais de 1.800 metros quadrados de calçamento recuperados.

NOVOS CAMINHÕES
A prefeitura de Caraá também trabalha no financiamento de novos caminhões para a Secretaria de Obras e há poucos dias chegou um gerador de luz para oferecer uma estrutura melhor para os operários trabalharem em pontes e em alguns locais onde não há acesso à energia elétrica. “Acredito, por isso mesmo, de que estamos fazendo um bom trabalho na Secretaria de Obras, e os nossos servidores são muito bons e estão bem engajados”, elogiou Magdiel Silva.

TRANSPORTE PÚBLICO
O prefeito Magdiel Silva disse também que se trabalha de uma maneira muito forte no sentido do restabelecimento do transporte coletivo do município e garantindo que uma solução favorável surgirá até o final das negociações, lembrando que há algumas comunidades que há oito anos estão sem linha de ônibus e a população precisa desse benefício.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Publicidade