A Câmara de Gravataí realizou, na tarde desta quarta-feira (21/7), o Fórum do Orçamento Municipal. O evento ocorreu no Plenário José Mariano Garcia Mota, de forma híbrida. Os vereadores debateram o Projeto de Lei do Executivo nº 45/2021, que dispõe sobre o Plano Plurianual (PPA) para o período de 2022 a 2025. O evento foi organizado pela Comissão de Finanças e Orçamento, que é presidida pelo vereador Claudecir Lemes (MDB) e integrada pelos vereadores Cláudio Ávila (PSD) e Policial Federal Evandro Coruja (PP). Alan Vieira (MDB), presidente do Legislativo, fez a abertura da reunião. A audiência foi conduzida pelo vereador Claudecir.
Davi Keller Severgnini, secretário municipal da Fazenda, Planejamento e Orçamento, fez a apresentação do projeto de lei, explicando que se trata de uma das peças de planejamento orçamentário que o Executivo submete ao Legislativo. “É um fio condutor para os próximos quatro anos, que vai orientar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA)”, afirmou.
“Estamos apresentando um planejamento de fôlego, com aquilo que o Executivo entende como necessário para cumprir o plano de governo”, disse o secretário. O plano plurianual faz parte de um mapa estratégico municipal, com a concepção de que “a construção do futuro se faz no presente”, explicou.
“Superamos alguns gargalos, alguns passivos estruturais do município. Agora, pretendemos dar um passo adiante: dotar a cidade e o setor público de tecnologia e ambiência para continuar recebendo investimentos e sendo opção de vida para novos moradores”, destacou o secretário.
O PPA tem três eixos norteadores, a partir do plano de governo: governança e gestão; desenvolvimento econômico sustentável; e desenvolvimento social. Os eixos deram origem a um plano estratégico, que foi apresentado como PPA.
O plano plurianual é a tradução do estratégico para o orçamentário, afirmou o secretário. Ele detalhou os eixos, apresentando programas e projetos do governo em distintas áreas, como saúde e educação. Também discorreu sobre as previsões de despesas e investimentos que constam no PPA.
Ao final, Severgnini alertou para a queda de arrecadação da receita de ICMS do município, por conta da paralisação de atividades da General Motors. Após a fala, os vereadores e os representantes de entidades fizeram manifestações, às quais o secretário respondeu na sequência.
O fórum contou com a participação de representantes do Poder Executivo e de diversas entidades da sociedade civil organizada. Estiveram presentes Régis Albino Marques (Acigra), José Rosa (Sindilojas), Luiz Fernando Rodrigues (Observatório Social de Gravataí e Glorinha), Vitalina Gonçalves (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública Municipal de Gravataí, SPMG), Airton Leal (secretário municipal de Governança e Comunicação Social), Luis Stumpf (secretário municipal da Família, Cidadania e Assistência Social), Paulo Moreira (presidente da FMMA – Fundação Municipal do Meio Ambiente) e Patrícia Lisboa (assessora de políticas públicas para pessoas com deficiência).

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade