Bomba falsa mobiliza Guarda Municipal e Batalhão de Operações Especiais da BM

A Guarda Municipal de Gravataí, órgão da Secretaria Municipal para Assuntos de Segurança (Smasp), é reconhecida pela sua atuação junto aos órgãos de segurança do Estado, e no sábado, 6, deu mais uma demonstração de sua importância e qualificação. Um artefato em meio ao material de um reciclador que havia percorrido o Bairro Santa Cruz e a Vila Natal resultou no bloqueio de rua próximo ao Cemitério Central, durante toda a tarde e noite. O reciclador teria parado para se organizar e reparou na caixa contendo algo com a aparência de explosivos, parecido com dinamites.

Avisada pelo reciclador, uma guarnição da GM logo isolou o local, fez contato com o 17º BPM, que acionou o Batalhão de Operações Especiais (Bope).  Nesses casos, cabe ao batalhão a aplicação de alternativas táticas, para a resolução de situações de gerenciamento de crise, como remoções, desativações e análises técnicas de explosivos, assim como as demais operações antibomba.

Segundo um dos responsáveis pela equipe do BOPE, se tratava de um simulacro sem potencial ofensivo. “A equipe da Guarda Municipal, bem como da Brigada Militar, iniciou a liberação da área por volta das 22h”, conforme o GM Jardel.

O responsável do turno da Guarda Municipal, oficial GM Arlen Tristão, fez questão de exaltar o trabalho especializado da equipe do Bope.  Aproveitou ainda para deixar um recado importante à comunidade: “Caso alguém depare com algum objeto ou material e venha a desconfiar que possa ser algo explosivo, não mexa, chame a Guarda Municipal ou a Brigada Militar. Esses órgãos saberão conduzir a situação com segurança para todos, dando o desfecho apropriado para esse tipo de ocorrência”, disse Arlen.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nosso canal no WhatsApp
Publicidade