Vereador Gabriel propõe instalação de energia solar em prédios públicos de Santo Antônio da Patrulha | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Vereador Gabriel propõe instalação de energia solar em prédios públicos de Santo Antônio da Patrulha

Vereador Gabriel propõe instalação de energia solar em prédios públicos de Santo Antônio da Patrulha

A Câmara de Vereadores de Santo Antônio da Patrulha aprovou na sessão ordinária do dia 8 de fevereiro o requerimento nº 043/2021 de autoria do vereador Gabriel Diedrich (MDB) que propõe ao Município um estudo de viabilidade de instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica nos prédios públicos municipais, como a Prefeitura, escolas, postos de saúde, dentre outros.
“Desejo que o Município esteja à frente com esta inovação, implantando tecnologias de energias renováveis. Precisamos ter criatividade para inovar”, explica o vereador Gabriel Diedrich.
Segundo Diedrich, além das vantagens decorrentes da energia solar fotovoltaica, como a redução dos gases de efeito estufa, a tecnologia é de fácil instalação e pode reduzir até 95% dos custos provenientes do consumo de energia. “O sistema é prático, com ganhos em competitividade e eficiência. É também um incentivo a adoção de telhados solares fotovoltaicos em áreas urbanas e rurais”, comentou o parlamentar.
“O investimento em uma fonte de energia limpa é um dos pilares da cidade inteligente e possibilitará a inserção do município na lista seleta de cidades comprometidas com a preservação do meio ambiente na aplicação de recursos de forma a possibilitar economia no uso da energia por muitos anos, ao passo que o sistema fotovoltaico tem vida útil estimada superior a 25 anos”, conclui Gabriel, vereador que assinou a carta compromisso com o Programa Cidades Sustentáveis.

Energia solar no RS
O Rio Grande do Sul está entre os cinco estados brasileiros com maior potência instalada de energia solar na geração distribuída. Segundo recente mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a região possui 576,5 megawatts (MW) em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.
A potência instalada de energia solar distribuída no Rio Grande do Sul coloca o estado na terceira posição do ranking nacional da Absolar. Segundo a entidade, o território gaúcho responde sozinho por 12,4% de todo o parque brasileiro de energia solar distribuída.
O estado possui 52.172 conexões operacionais, espalhadas por 495 municípios, ou aproximadamente 99,6% dos 497 municípios da região. Atualmente, são cerca de 64.215 consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz e maior autonomia e segurança elétrica.
Para Mara Schwengber, coordenadora estadual da Absolar no Rio Grande do Sul, o estado é atualmente um importante centro de desenvolvimento da energia solar. “A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de desenvolvimento sustentável, econômico e social para os gaúchos, com geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta.
Para o presidente executivo da entidade, Rodrigo Sauaia, a energia solar fotovoltaica tem função cada vez mais estratégica para o atingimento das metas de desenvolvimento socioeconômico e sustentável em todos estados brasileiros. “A tecnologia fotovoltaica é essencial para a recuperação da economia após a pandemia, sendo a fonte renovável que mais gera empregos no planeta”, conclui Sauaia.