Terminou a gasolina | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Terminou a gasolina

 

 

A cidade não tem mais gasolina. Os postos que ainda abasteciam (Rota 30 e Posto BR) esgotaram hoje à tarde suas reservas. Às 14 horas terminou o estoque do Rota 30 e uma hora depois, o do BR. Consequentemente começou a diminuir a circulação de veículos, já que os proprietários de carros decidiram economizar para poderem continuar rodando.

A paralisação continua em pontos das ERS 030, 474 e na Rua dos Imigrantes que dá acesso ao município de Caraá, onde desde ontem não há mais combustível. A Sudeste informou que hoje e amanhã os ônibus que atendem a sede e o interior ainda estarão circulando, mas no sábado nenhum coletivo sairá da garagem. No domingo, apenas um horário, o do Fraga, será cumprido e na segunda-feira não há previsão de circulação, porque tudo vai depender da greve.

Na área da Saúde nessa sexta-feira o transporte de pacientes pela Unesul será mantido, mas os carros da Secretaria irão parar a partir de amanhã, só voltando a circular quando terminar a greve. Pacientes de hemodiálise continuarão sendo atendidos e todas as unidades da Pasta da Saúde serão mantidas em funcionamento conforme disse a secretária Magda Bartikoski.

Na Secretaria dos Transportes o secretário André Randazzo dos Reis mandou alguns veículos para apoiar os piquetes dos caminhoneiros, o mesmo acontecendo por parte do Jeep Clube. “Estamos fazendo a nossa parte e a população deveria fazer o mesmo”, disse Henrique Ortnau Sírio.

Supermercados funcionam normalmente. De outra parte em uma das fruteiras da cidade, a Central alguns produtos já começam a faltar. Como são do gênero dos perecíveis não se pode prever como ficará a situação de domingo em diante. E os preços começaram a subir, como o caso do tomate, majorado em 50 centavos o quilo.

De outra parte, entre 15 e 16 horas, a Açoriana, loja especializada em carne de frango, ficou fechada em apoio aos caminhoneiros.

 

 

Promotor fala sobre interdição de posto da Palmeira  

 

O Promotor Público, dr. Camilo Vargas Santana emitiu hoje o seguinte comunicado a respeito de sua decisão determinando que fosse lacrado o posto de combustíveis Tio Caio, localizado em Vila Palmeira, por ter aumentado o preço da gasolina. Eis o teor do comunicado:

“O Posto de Combustíveis “Tio Caio” foi interditado pela Brigada Militar na tarde de ontem em virtude de ter elevado os preços dos combustíveis de forma abusiva, tendo como único motivo a falta de combustíveis na cidade, decorrente dos protestos dos profissionais caminhoneiros.

Tal conduta constitui crime contra a economia popular, punida com até dois anos de prisão, conforme Lei 1521/51, além de prática abusiva contra o consumidor, prevista no Código de Defesa do Consumidor.

A elevação sem justa causa de preço de produtos constitui prática abusiva contra o consumidor justamente por se aproveitar de momentos de vulnerabilidade como o presente, em que as pessoas não tem previsibilidade acerca do abastecimento e buscam os postos com o fim de garantir o transporte para compromissos profissionais, para levar os filhos à escola, dentre outras atividades do dia-a-dia.

Lamentavelmente, alguns se aproveitam dessa situação para buscar o lucro fácil. Entretanto o MINISTÉRIO PÚBLICO e BRIGADA MILITAR estão atentos para tais práticas criminosas e abusivas. Ao se sentir lesado o consumidor também pode procurar o PROCON.

Contamos também com as informações e fiscalização por parte dos cidadãos. Atualmente, não há motivo para elevação do valor da gasolina.

A reabertura do Posto Tio Caio foi permitida porque o proprietário voltou a praticar o preço anteriormente estabelecido.

CAMILO VARGAS  SANTANA,

Promotor de Justiça.” 

O espaço do Grupo 2M fica aberto à possível manifestação do Posto Tio Caio

 

 

Prefeitura paralisa serviços por falta de combustível

 

A prefeitura de Santo Antônio da Patrulha informa que nessa sexta-feira (25/05) todos os serviços que envolvem transporte serão paralisados, exceto os essenciais, relacionados à saúde. As escolas do Ensino Fundamental estarão com suas aulas suspensas e as Escolas Municipais de Educação Infantil estarão funcionando normalmente, bem como, demais serviços que não necessitam de combustível. A medida está prevista no Decreto N.º 392, de 24 de maio de 2018.

O prefeito Daiçon Maciel da Silva decreta situação de calamidade pública em razão do desabastecimento e/ou escassez de combustíveis no âmbito da Prefeitura Municipal de Santo Antônio da Patrulha, e dá outras providências. A situação permanece em vigor até que a situação do desabastecimento seja revertida. O objetivo é economizar recursos para a área essencial.

O decreto prevê ainda que o recolhimento de lixo será mantido enquanto a usina de reciclagem tiver capacidade de recebimento e enquanto houver disponibilidade de combustível para abastecimentos dos caminhões da coleta de lixo.

Nesta quinta-feira (24/05) todos os serviços que necessitam de abastecimento de combustível estão sendo paralisados, com exceção dos essenciais.

 

 

Vários piquetes estão sendo mantidosBandeira do Brasil em um dos piquetes

Piquete em Passo dos Ramos                                           Bandeira do Brasil em um dos piquetes

 

 

 

Obras apoia a paralisação

 

Prefeitura apoia caminhoneiros.

 



Profissional atuando há 50 anos no jornalismo.