Higienização garante segurança de pacientes e colaboradores do Hospital Santo Antônio da Patrulha | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Higienização garante segurança de pacientes e colaboradores do Hospital Santo Antônio da Patrulha

Higienização garante segurança de pacientes e colaboradores do Hospital Santo Antônio da Patrulha

Existe um setor dentro de um hospital que é fundamental para preservar a segurança, limpeza e saúde, tanto de pacientes, como dos colaboradores, que é a higienização. Na maioria das vezes, são pessoas que não são vistas pelos que vão aos hospitais, porque a sua função é exatamente a de garantir a limpeza de todos os locais.
A reportagem conversou com a técnica de hospedagem Luana Gomes, com a auxiliar de hospedagem Érica Vieira e com a auxiliar de lavanderia Andreia Oliveira, que trabalham no Hospital Santo Antônio da Patrulha da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.
Luana explica que seu trabalho é muito importante. “Seguimos todos os protocolos exigidos havendo dois tipos de limpeza: quando o paciente está no leito e quando ele sai. E especialmente nesta pandemia o cuidado é ainda muito maior, porque temos que usar a paramentação na entrada e efetuar a desparamentação quando deixamos o leito de COVID-19. Para tanto, se faz o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e com eles, providenciam a descontaminação de todo o material que é utilizado com paciente de COVID-19.
COMO É FEITA A LAVAGEM
Acrescenta aquela profissional que é necessário muito cuidado para evitar que não se leve roupa suja para outro local, que não seja a lavanderia. É naquele setor que toda a roupa é lavada, havendo muito cuidado para que a roupa fique perfeitamente limpa e colocada nessa condição nos armários a fim de ser usada pelos pacientes.
Os cuidados são completos, inclusive o próprio celular tem que ser manuseado de forma cuidadosa e também precisa passar pelo processo de higienização quando o profissional deixar a ala de COVID-19, onde está trabalhando. Para entrar na área de COVID-19 é utilizado um tipo de uniforme e quando for concluída a tarefa, se efetua a desparamentação, toma-se um banho para após continuar com as atividades.
ZELO PELA SEGURANÇA
Já Érica Vieira complementa a atividade de sua liderança, Luana “pois ao mesmo tempo em que cuidamos do paciente, também zelamos por nossa própria segurança”. Isso é fundamental para que se evite levar para casa algum risco de infecção, especialmente neste período de pandemia. “Trabalho há dois anos aqui no hospital, gosto do que faço e tenho muito orgulho em dizer que atuo na higienização do nosso hospital, onde inclusive procuramos levar um pouco de conforto aos nossos pacientes que ficam internados por vários dias. Vamos aos quartos, conversamos com eles, porque se sentem bem com esse contato, que é fundamental para a sua recuperação”.
Para Andreia Oliveira, auxiliar de lavanderia, a atividade é como um círculo: tudo começa em uma ponta e ela faz o fechamento na outra. “Lavamos toda a roupa, tanto de pacientes confirmados COVID-19 e não confirmados. Temos todo o cuidado para que essa roupa fique bem limpa e para isso utilizamos seis tipos de produtos diferentes. A roupa é retirada da área suja e submetida ao processo de lavagem e limpeza e por último, é centrifugada”. Esse cuidado é fundamental, não apenas para evitar a contaminação pelo COVID-19, mas por vírus de outras doenças que afetam pacientes ali atendidos.