Câncer de pele: uma doença que atinge centenas no Rio Grande do Sul | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Câncer de pele: uma doença que atinge centenas no Rio Grande do Sul

Câncer de pele: uma doença que atinge centenas no Rio Grande do Sul

O câncer de pele é o tipo de câncer mais frequente no Brasil, sendo responsável por 33% de todos os diagnósticos de tumores malignos no país. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima 180 mil novos casos por ano. Segundo a médica dermatologista da clínica Vida & Saúde, Dra. Fernanda Musa Aguiar, há dois tipos de câncer de pele: o melanoma e o carcinoma. “O primeiro é menos frequente, porém, mais letal, e o segundo é comum e de fácil tratamento”, relata a dermatologista.
O carcinoma é o câncer de pele mais diagnosticado no Rio Grande do Sul e ocorre com maior frequência em áreas da pele expostas ao sol. “Ele é normalmente caracterizado por lesões com crescimento lento, porém, progressivo, que podem, no seu curso, ulcerar e sangrar” – ressalta Dra. Fernanda Musa Aguiar. As feridas podem tanto ter a cor da pele, como podem ser avermelhadas ou até ter um pigmento preto. O carcinoma é, na sua grande maioria, curado com uma simples cirurgia ambulatorial.
O melanoma é o tipo de câncer menos frequente. Ele tem alta agressividade e é altamente letal, o que – conforme a dermatologista – torna importante o diagnóstico precoce, possibilitando, nesses casos, a cura em mais de 90 % dos pacientes. O melanoma apresenta-se como uma pinta ou sinal de pele que tem um pigmento acastanhado a enegrecido. Ele pode ocorrer em qualquer local do corpo – tronco, pernas, braços, couro cabeludo, embaixo da unha, pés, mãos, região genital, lábio, olho, etc. “Uma pinta que, quando dividida ao meio, apresenta metades diferentes entre si ou que tenha a borda irregular ou cores variando entre preto, azul, branco a cinza ou que seja maior que 6 mm ou tenha um crescimento muito rápido, necessita de atenção” – salienta a médica. O diagnóstico precoce permite uma alta chance de cura. Para diagnósticos mais avançados, já há múltiplas terapias disponíveis, que aumentam a sobrevida.
Dra. Fernanda Musa orienta que toda avaliação e procedimentos de pele devem ser realizados por um médico dermatologista com título de especialista conferido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – “só assim se consegue saber se o profissional realizou especialização qualificada em um serviço vinculado com o Ministério da Educação (MEC) e à Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)”. A médica conclui que todos devem realizar uma revisão de pele anual para possibilitar o diagnóstico precoce do câncer de pele.
Fernanda Musa Aguiar é médica dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Graduada em 2011 pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, realizou formação em Medicina Interna pelo Hospital Nossa Senhora da Conceição (Porto Alegre), e em Dermatologia pela Santa Casa de Porto Alegre. Dra Fernanda Musa Aguiar realiza atendimento dermatológico para adultos e crianças na Clínica Vida & Saúde às quintas-feiras. A clínica localiza-se na Rua Marechal Floriano Peixoto, 763 em frente ao Hospital. O telefone para contato é 3662-2002.



A Falcon5M foi criada em Porto Alegre para o Brasil todo a partir da união entre as empresas W5M Comunicação e Falcon Designer, ambas com ampla experiência de 6 anos no mercado.