CHACINA DE CIDREIRA Uma das vítimas morou em Santo Antônio | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

CHACINA DE CIDREIRA Uma das vítimas morou em Santo Antônio

CHACINA DE CIDREIRA  Uma das vítimas morou em Santo Antônio

Chacina 2

Uma das vítimas da chacina ocorrida por volta das 2h da madrugada de domingo (12), em Cidreira, havia morado com a família em Santo Antônio da Patrulha, conforme o Inspetor Josemar Bandeira, que foi um dos policiais a atender a ocorrência.

Fabiano Soares da Cunha, conforme familiares, não tinha envolvimento com drogas, mas teria ido ao local buscar um irmão (que era usuário), para irem a uma festa. A Brigada Militar foi a primeira a chegar ao local que se situa na Rua Oito, nº 4705, bairro Nazaré.

Pelo que a Polícia Civil está apurando, o local, uma pousada, tinha um dos quartos usados por traficantes sendo ponto de tráfico de drogas.

Os indivíduos chegaram ao local em um veículo Siena escuro, conforme depoimento de uma das testemunhas, indo diretamente para o quarto onde estavam as vítimas, fuzilaram a todos fugiram em seguida.

As demais vítimas foram identificadas como Lucas Souza da Rocha (17), David de Mello Carvalho (23 – hospitalizado), Roberson Durão Leão (26), Lucas Rafael Rodrigues Duarte (15), Endriqui Eduardo dos Santos Gaspar (19) e Andriel Silva de Souza Moraes (24).

Segundo publicado no jornal Zero Hora, A polícia não descarta a hipótese de que os autores tenham saído de Porto Alegre. Conforme a delegada Ana Tarouco e responsável pelo caso, trata-se de um grupo com diversas bases de atuação. Não são traficantes fixos. Eles têm pontos no Litoral, em Porto Alegre e Região metropolitana.

A investigação já teria os nomes de pelo menos dois suspeitos, que não são revelados.

Conforme os investigadores, um adolescente de 16 anos seria alvo direto dos matadores. Ele teria visto a chegada do veículo e fugiu antes da chacina. Ouvido pela polícia, agora é mantido sob proteção.

Uma das hipóteses é de que o crime foi motivado porque um dos alvos teria roubado uma quantidade de drogas de um ponto de tráfico dos Bala na Cara e passado a vender o produto sem repassar valores à facção. A chacina teria sido ordenada por líderes dos Bala.

No sepultamento dos jovens, na manhã de segunda-feira (13), um homem acabou preso pela Brigada Militar. Maximiliano de Borba é tio de um dos mortos e estava foragido de Torres havia três anos, por furto.

 

TEXTO: Hermógenes Silveira e ZH  FOTOS: RBS e Rede Social



A Falcon5M foi criada em Porto Alegre para o Brasil todo a partir da união entre as empresas W5M Comunicação e Falcon Designer, ambas com ampla experiência de 6 anos no mercado.