Presidente da ACISAP disse que se decepcionou com falta de solução para reabertura do comércio | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Presidente da ACISAP disse que se decepcionou com falta de solução para reabertura do comércio

Presidente da ACISAP disse que se decepcionou com falta de solução para reabertura do comércio

O presidente da ACISAP enviou um áudio aos sócios da entidade, historiando todos os passos das reuniões das quais participou com representante do comércio e indústria patrulhenses.
Marcione Gomes disse que na última reunião ocorrida na Câmara, esperava uma solução para o problema gerado com o fechamento do comércio e indústria, mas isso não aconteceu.
“Achávamos que estávamos evoluindo na questão, visto que tivemos uma reunião na sexta feira anterior de 4 horas, e saímos da prefeitura com uma proposta deles viável e de apenas alguns ajustes, dos quais nos reunimos e retornamos no sábado mesmo”, afirmou Marcione.
Destacou ter saído decepcionado do encontro, porque a prefeitura não se posicionou a favor da abertura do comércio local conforme proposta elaborada pela ACISAP, esperando uma decisão do Ministério Público ou do Governo do Estado. “Sequer tivemos a chance de discutir a proposta, tentei passar no meu pronunciamento lá todo o desespero e dificuldades que empresários e comerciantes estão passando, e destacando que só queríamos o direito de poder trabalhar para pagar contas, empregados e etc… construindo isso com todos lá presente de forma segura e competente a clientes e colaboradores, relatou Marcione.
Esclarece ainda que na terça-feira (07), à noite, o Governador do Estado fez um pronunciamento e logo após, assinou um decreto onde assume a responsabilidade pela abertura ou não do comércio, tirando do município esse poder. “Ficamos de mãos atadas”, disse ele, mas acrescentou que a presidente da Federasul Simone Leite, a quem qualificou como extremamente competente e focada, que irá lutar por nos perante o governo do estado no qual tem um bom acesso, porque, conforme frisou, o comércio está nas mãos do governador que é quem fará a liberação no devido tempo. “Estamos criando outra frente de trabalho e vamos ajudar nosso associado de como deverá proceder para se encaixar em todos os benefícios oferecidos pelo governo federal”, destacou Marcione.
Por fim, pediu desculpas a todos, mas frisou que está fazendo todo o possível porque sente a dificuldade dos comerciantes lembrando que com ele, está um grupo muito forte da ACISAP preocupado e focada em melhorar e ajudar em toda essa situação.
“Tenho a consciência tranquila de que fiz tudo o que pude e continuarei lutando”, finalizou o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços Marcione Gomes.