Novembro Azul: exame de toque deve ser complementado com o PSA | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Novembro Azul: exame de toque deve ser complementado com o PSA

Novembro Azul: exame de toque deve ser complementado com o PSA

O mês de novembro é tradicionalmente utilizado para lembrar ao homem a necessidade de cuidados com a sua próstata. Por isso, o “Novembro Azul” busca conscientizá-lo para que faça os exames necessários porque, como afirma a biomédica Juliana de Jesus, responsável técnica pelo laboratório do Hospital Santo Antônio da Patrulha da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, “é melhor prevenir do que remediar, e fazer os exames necessários é melhor agora do que nunca”. Se sua próstata estiver em boas condições de saúde, e, mesmo assim, for detectado algum problema, está na hora de agir. Salienta a biomédica que esse tipo de câncer é o segundo com maior incidência entre os homens, somente sendo superado pelo de pele.
PSA E EXAME DE TOQUE
Juliana destaca que o PSA é muito importante, sendo feito através de um exame de sangue: “Mas ele só ficará completo quando o homem der continuidade, procurando um urologista quando então é feito uma investigação mais apurada, que é o chamado exame de toque”. No último dia sete foi aberta uma agenda especial com o dr. Raul Goulart de Andrade no Hospital Santo Antônio da Patrulha, onde Juliana é a responsável técnica pelo laboratório daquela casa de saúde local. O primeiro atendimento foi para convênios e particulares, tendo sido aberta uma agenda especial pelo SUS e a procura foi boa porque o homem começa a se conscientizar da importância em preservar a sua saúde.
NOVA CHANCE
Haverá uma segunda oportunidade e os interessados devem ligar para o 3662-7600 para agendamento de sua consulta, obedecendo a mesma sistemática do dia sete. “Neste mês ofertamos também o PSA a todos os colaboradores do Hospital Santo Antônio da Patrulha e que tenham idade a partir dos 40 anos”, afirma a biomédica, ressaltando que não haverá necessidade de requisição médica, bastando chegar no Laboratório com crachá e documento de identidade.
PREPARATIVOS
Para que a realização do PSA, que é um exame simples de sangue, é necessário que o homem esteja em abstinência sexual por três dias, não ande de bicicleta, nem de moto, não realize esforço físico nos três dias que antecedem o exame para que não haja alteração na próstata e também que não tenham realizado exame de toque nos últimos três dias, porque tudo isso estimula a próstata.
PRECONCEITO
Juliana concorda em que ainda exista preconceito por parte do homem, mas hoje esse problema está bem mais superado, porque eles estão se conscientizando da necessidade desses exames, sabendo que apenas o PSA não resolve. Ela lembra que quem já teve esse tipo de câncer na família deve fazer os exames a partir dos 45 anos e os demais, que nunca sentiram nada de anormal com sua próstata, devem realizar o exame a partir dos 50 anos.
Se esse tipo de câncer for diagnosticado na fase inicial, tem noventa por cento de chance de cura. Por isso, ela recomenda: “A partir dos 45 anos é importante dar atenção à sua saúde, porque prevenção nunca é demais. Tudo o que é diagnosticado no início, tem mais chance de cura”.
RECEIO DE IMPOTÊNCIA
O risco da impotência existe, caso seja procedida cirurgia de retirada total da próstata, mas esses são casos específicos. Na maioria dos casos o homem deve buscar tratamento e tentar reverter a situação. Por isso, procure um urologista e faça exames periodicamente, mantendo sua saúde em dia.