Novas regras no modelo de Distanciamento Social com a bandeira vermelha | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Novas regras no modelo de Distanciamento Social com a bandeira vermelha

Novas regras no modelo de Distanciamento Social com a bandeira vermelha

Santo Antônio da Patrulha retorna à bandeira vermelha no sistema de Distanciamento Controlado do Governo do Estado. O anúncio foi feito na última sexta-feira (07), com as novas medidas correspondentes a essa classificação que começaram a valer nesta terça-feira (11). O Governador Eduardo Leite também anunciou alterações importantes para cidades em bandeira vermelha, ampliando flexibilizações.
A prefeitura publicou novo decreto, 145/20, consolidado até o dia 11 deste mês. A principal alteração está relacionada ao comércio não essencial, que poderá funcionar com atendimento presencial restrito das 9h às 16h em Santo Antônio da Patrulha, seguindo todas as demais regras definidas nas medidas sanitárias segmentadas semanais, protocolos e normas do Distanciamento Controlado do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, além dos modelos para teleatendimento, televendas e /ou venda eletrônica e tele-entrega, pegue-leve (take-away) e drive-thru, diariamente, como já estavam previstos.
Outra alteração pelo novo decreto diz respeito a missas e cultos religiosos que passam a ser realizadas com 10% de público do teto de ocupação do local.

Protocolos de Distanciamento:

Comércio (Itens Essenciais)
Comércio Atacadista – com 50% dos trabalhadores.
Comécio Varejista de rua – com 50% dos trabalhadores.
Mercados, açougues, fruteiras, padarias e similares – com 50% dos trabalhadores.

Comércio (Itens Não Essenciais)
Domingo, Segunda e Terça-feira – podem receber pagamentos de carnês na porta do estabelecimento, fazer entregas de vendas realizadas online ou televendas e tele-entrega, no horário de funcionamento de cada estabelecimento.
De quarta-feira até sábado – permitido abrir das 9h às 16h com atendimento restrito de 25% da equipe e atendimento de uma pessoa por 2m² de área livre.

Indústria
Todos os serviços de indústria liberados – com 75% dos trabalhadores, à exceção da extração de petróleo e minerais (com 25% dos trabalhadores) e as indústrias de farmoquímicos e farmacêuticos, que podem funcionar com 100% dos trabalhadores.

Academias
É permitido 25% dos trabalhadores e atendimento individualizado (16m² por aluno).
Os atendimentos deverão acontecer conforme agendamento, sendo proibida a ocorrência de sala de espera e aglomeração de pessoas na entrada do estabelecimento.

Educação
Apenas funcionamento remoto, à exceção de atividades práticas essenciais para conclusão de curso: pesquisa, estágio curricular obrigatório, laboratórios e plantão, conforme protocolos.

Transporte
Atividades de correios, serviços postais e similares – 50% dos trabalhadores.
Transporte rodoviário de carga 100% dos trabalhadores.

Serviços religiosos
Missas e cultos religiosos – 10% do teto máximo de ocupação.

Alimentação
Restaurantes (à la carte, prato feito e buffet sem autosserviço) – para Tele-entrega/Pegue e Leve/ Drive-Thru e presencial restrito, neste caso deve ser respeitado 5,5m² de área livre para cada pessoa, bem como demais medidas determinadas nos protocolos obrigatórios.
Lanchonetes e lancherias – 50% dos trabalhadores exclusivo Tele-entrega/Pegue e Leve / Drive-thru.

Serviços de higiene pessoal de cabeleireiros; barbeiros, podologia, manicure, pedicure e depilação
Os atendimentos devem ser obrigatoriamente com horário marcado/agendado previamente, limitando-se ao atendimento de um cliente por vez, por profissional, com distanciamento de 4 metros entre clientes.
Sendo vedado que os clientes fiquem em sala de espera dentro do estabelecimento, bem como não podendo haver aglomeração fora do estabelecimento.