Médico radiologista fala sobre a importância do uso de tecnologias na Radiologia para detectar presença, ou não, do COVID-19 | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Médico radiologista fala sobre a importância do uso de tecnologias na Radiologia para detectar presença, ou não, do COVID-19

Médico radiologista fala sobre a importância do uso de tecnologias na Radiologia para detectar presença, ou não, do COVID-19

O médico radiologista Paulo Henrique Nandi, responsável técnico pela mamografia e tomografia do Hospital Santo Antônio da Patrulha, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, conversou com a reportagem sobre o uso de tecnologias na radiologia no auxílio ao tratamento da COVID-19. “A radiologia está hoje desempenhando um papel de auxílio no diagnóstico à COVID-19. Os métodos de imagens raio X e tomografia auxiliam no diagnóstico potencial para quantificar o grau da infecção e o impacto que pode ter no tratamento do paciente, e no prognóstico do acompanhamento, ao tempo em que o paciente estiver com a doença”, afirma Paulo Henrique. Ele explica que a tomografia não confirma o diagnóstico porque quem faz isso é o exame laboratorial, cujo resultado não é imediato, podendo levar mais tempo. Mas a tomografia consegue ter um feedback para se dizer se o paciente é suspeito ou não para COVID-19. Inclusive, há achados que são altamente suspeitos na tomografia, e isso orienta o médico para tomar as medidas de tratamento e manejo do paciente, mesmo antes de ter o resultado laboratorial confirmado. “Há aspectos na tomografia que indicam se o pulmão está com mais de 50 por cento de comprometimento, sendo sinais que podem evoluir mal para o paciente”, acrescenta, para prosseguir: “Então, a tomografia é fundamental para tomar medidas necessárias até mesmo antes da confirmação via laboratório”. O médico radiologista afirma que a tomografia ajuda no início da suspeita da infecção pela COVID-19 e exemplifica: “O atestado de óbito é baseado no resultado do exame de laboratório, que é o que confirma ou descarta, não tendo a participação da tomografia que é o que ajuda o médico no tratamento, porque ela te dá achados que sugerem muito que seja à COVID-19, mas não afirma com cem por cento de certeza de que é a doença.
DIRETORA ORIENTA
Por sua vez, Márcia Müller, diretora técnica do Hospital Santo Antônio da Patrulha, orienta as pessoas que necessitem realizar exames laboratoriais ou que sejam urgência e emergência de que “podem ter a certeza de que estamos prontos para recebê-los. Todos os pacientes passam por uma tenda que fica na entrada do hospital. E se a pessoa tem algum sintoma, vai para uma sala diferenciada”. Márcia apela no sentido de que as pessoas não deixem de fazer seus exames por medo de buscar o hospital. “Possuímos todo o cuidado evitando aglomerações e utilizando máscara. A nossa instituição está pronta para que continuemos fazendo nosso trabalho perante a população”, disse a médica para finalizar ao se referir ao médico radiologista entrevistado pela Folha Patrulhense, definindo-o como um expert em mamografia e tomografia tendo feito muito bem a sua explanação sobre o assunto.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *