Diretor da Valbaru Empreendimentos fala sobre desistência de grande projeto imobiliário em SAP | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Diretor da Valbaru Empreendimentos fala sobre desistência de grande projeto imobiliário em SAP

Diretor da Valbaru Empreendimentos fala sobre desistência de grande projeto imobiliário em SAP

A decisão da Valbaru Empreendimentos em cancelar um grande investimento imobiliário que estava sendo projetado para execução em Santo Antônio da Patrulha, em razão do longo e demorado processo de tramitação junto ao setor competente da Prefeitura Municipal, está alcançando grande repercussão na comunidade.
O proprietário da Valbaru Empreendimentos afirma que está sendo estudada uma alternativa bem mais simples para, conforme afirmou, facilitar a análise por parte dos responsáveis pela liberação da Licença Prévia, fundamental para que o projeto possa ser executado.
João Batista dos Reis destaca que o projeto terminou sendo cancelado, pois ficou mais de dois anos tramitando, sem que tivesse ocorrido uma decisão final e favorável, o que terminou desestimulando o investidor. Ele explica que os projetos, quando não “trancam” na Secretaria do Planejamento, sofrem interrupções no Departamento do Meio Ambiente, o que torna o processo sem fim, num verdadeiro jogo de empurra-empurra, o que optou pelo seu cancelamento.
Conforme o Arquiteto Luiz Antônio Camargo, sócio-diretor do Grupo Sólido afirma na correspondência encaminhada ao Prefeito Municipal, “este empreendimento de 13,57HA e 182 lotes residenciais, comerciais e industriais, tinha como conceito ser a primeira urbanização moderna da cidade ao entregar uma avenida plenamente arborizada, parque com paisagismo e equipamentos urbanos e esportivos, ciclovia no canteiro central da avenida, faixas de segurança elevadas, ruas de pedestres valorizando o cidadão que se desloca a pé e em bicicleta e favorecendo consideravelmente o campus universitário da FURG, com um acesso através de uma ponte sobre o arroio Pitangueiras, fazendo com que o modal de transporte urbano, seja ele coletivo ou individual, pudesse utilizar o bairro cidade do futuro como conexão da cidade com a universidade.”
A longa carta enumera diversas dificuldades encontradas como estas, que estão claras nesse trecho da missiva que chegou às mãos da reportagem da Folha Patrulhense: “Outro item bastante incomum é a necessidade de aprovação do projeto de abastecimento elétrico e de iluminação pública pela secretaria de planejamento do município. Este item que começou a ser solicitado há pouco tempo, não é uma solicitação de outros municípios do porte de Santo Antônio da Patrulha e até mesmo maiores como o caso de Osório, apenas é solicitado pela municipalidade o projeto aprovado pela concessionária de abastecimento de energia. Afinal, a CEEE avalia segundo as normas brasileiras para rede de abastecimento elétrico e as normas municipais de iluminação pública, para a aprovação do projeto. Também nos deparamos com as diferentes solicitações de alterações dos projetos em cada novo parecer, o que torna o processo sem fim, já que a observância dos itens do parecer anterior já não era suficiente para encerrar aquele projeto específico. Chegamos a ouvir de um servidor que por termos elevado a qualidade do projeto urbano, seríamos mais exigidos por isso, numa clara penalização por querermos fazer mais e melhor. Por fim, enfrentamos ainda mais morosidade no processo quando membros do corpo técnico saiam em férias, pois aquela parte do processo que estavam verificando no setor, não era repassada para outro avaliador e se mantinha sem parecer ou análise até o retorno do analista, deixando claro que o sistema de aprovações é ineficiente, assim como sentíamos diferenças impactantes nas exigências e velocidade de retorno, dependendo do técnico que estava avaliando o processo.”



A Falcon5M foi criada em Porto Alegre para o Brasil todo a partir da união entre as empresas W5M Comunicação e Falcon Designer, ambas com ampla experiência de 6 anos no mercado.