Chuva: 130 milímetros em 24 horas em Santo Antônio | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Chuva: 130 milímetros em 24 horas em Santo Antônio

O temporal acompanhado de vento, granizo, chuva e quedas de raios, teve registrada uma precipitação pluviométrica de 130 mm nas últimas 24 horas, das quais 110 mm aconteceram entre às 18 horas de domingo (16) até às 9 hs de ontem , segunda-feira. Os dados são da Defesa Civil de Santo Antônio da Patrulha. Conforme o Coordenador Marcelo Silveira, que juntamente com Jaime Nestor Müller apresentaram um levantamento ao prefeito Paulo Bier hoje à tarde, o ponto mais atingido foi o centro, incluindo as duas cidades, já que também no Bairro Santa Teresinha aconteceram danos consideráveis em pelo menos três residências, em uma das quais, a família de Charles Fagner da Silva Portal, que tem dois filhos, de 3 e 4 anos, perdeu praticamente todos os móveis e eletrodomésticos. Ele lembra que viveu drama parecido no dia 16 de outubro do ano passado.

Em Pitangueiras, a água inundou lojas, repetindo o drama vivido em 2014, quando toda a zona comercial da cidade baixa ficou alagada.

Na Rua João Edmundo Mohr, no Loteamento Parque Portugal um muro caiu sobre uma garagem e terminou bloqueando acesso à duas casas que foram interditadas pela Defesa Civil. Gilberto Krenz que tem duas casas onde moram seus filhos no mesmo local disse que depois que a Corsan iniciou as obras de tratamento de esgotos, os problemas começaram a acontecer.

Na Vila Passo da Figueira, a água passou sobre a estrada perto da ponte de madeira, também causando transtornos, especialmente aos seus moradores. A Escola Municipal Santa Inês, no Bairro Bom Princípio suspendeu nessa segunda-feira as atividades em virtude de quedas de luz, mas segundo a diretora Professora Maria Regina Ferreira, nessa terça-feira haverá aulas normais.

A CEEE, conforme o gerente Fernando Jacobsen, registrou cerca de seis mil consumidores sem luz no pico do temporal a partir das 4 horas da madrugada de segunda-feira. Dois transformadores queimaram pela queda de raios, dois postes quebraram, mas foram colocadas terças para normalizar a energia. Num primeiro momento foram registrados 85 pedidos de ocorrências. Jacobsen afirma que Santo Antônio foi o município mais atingido, sendo deslocadas mais quatro equipes para atender os pedidos de socorro.

Os Bombeiros, conforme o Tenente Solano, atenderam desde o começo da madrugada queda de seis muros na área urbana, quedas de árvores, uma inundação no bairro Madre Tereza, quedas de muros, um deles junto ao Colégio Santa Teresinha além de outros danos pela cidade. Duas pessoas ficaram desalojadas próximo à sede do Paladino no bairro Madre Tereza, sendo que os Bombeiros e a Defesa Civil providenciaram o envio de lonas.

Ainda em decorrência da chuva, houve mais um acidente no Km 5 da ERS 474 envolvendo um caminhão e uma van. O abalroamento, também em função da pista molhada, terminou ferindo Miguel Oliveira Mota, que dirigia a van de entrega de encomendas. A comunidade patrulhense pode solicitar auxílio para a Defesa Civil, por meio do telefone: (51) 9955-7332.

As fotos mostram o alagamento em Pitangueiras e o drama vivido pela família de Charles, no Bairro Santa Teresinha. A Folha Patrulhense trará ampla cobertura na edição dessa quinta-feira (20/10)

img-20161017-wa001114725654_1261735637212273_8389765584420815974_n

 

EM CARAÁ
No município de Caraá há as eventuais interrupções no trânsito. Na segunda-feira a Defesa Civil caraense emitiu este comunicado:
“Com a chuva dessa madrugada (17/10), alguns pontos do município estão com dificuldades no acesso, por obstrução da estrada próximo aos arroios. Rio dos Sinos (Barragem), Caraá Central (barragem do Vicente), Alto Caraá (Barragem na Divisa”. Mantemos a recomendação de atenção para as medidas de precaução e cuidado ao transitar pelas estradas. Como a chuva deve persistir até quinta feira, esta situação de atenção pode se estender por mais tempo.”


Profissional atuando há 50 anos no jornalismo.