Centro de beneficiamento e padronização da cachaça é alvo do Legislativo | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Centro de beneficiamento e padronização da cachaça é alvo do Legislativo

Centro de beneficiamento e padronização da cachaça é alvo do Legislativo

O fechamento do local reflete também a falta de produção da bebida em Santo Antônio

Inaugurado em 2005, o Centro de Beneficiamento e Padronização da Cachaça, na localidade de Montenegro, também é alvo de investigação por parte dos vereadores de Santo Antônio da Patrulha. Diferentemente da Unidade de Filetamento de Peixe, o Centro construído com verbas do Ministério da Reforma Agrária, no valor de R$ 166.537,98, chegou a atender produtores e a comercializar a bebida. A documentação pedindo informações sobre a situação do empreendimento foi encaminhada ao Prefeito Paulo Bier, na reunião ordinária desta segunda-feira (8).

Conveniando com a Cooperativa dos Produtores de Cana-de-açúcar (COOPERCANA SUL), na época composta por 23 associados, de seis municípios – Santo Antônio da Patrulha, Parobé, Taquara, Rolante, Caraá e Osório, o local para padronização de produtos, como cachaça, melado e açúcar mascavo, sofreu duas invasões seguidas de roubo.

Com a paralisação das atividades no Centro, em 2012 a Cooperativa devolveu o prédio para a Prefeitura, que cedeu para produtores rurais cadastrados o restante dos equipamentos. Atualmente a infraestrutura está sendo utilizada para abrigar veículos e materiais da Administração, funcionando como uma espécie de ecoponto.

O secretário municipal de Agricultura, Dirceu Machado, afirmou que a fragilidade da localização facilitou a ação de bandidos. Além disso, o número de produtores diminuiu significativamente, de 28 para apenas 10. “Atualmente não temos nenhuma marca de cachaça no mercado. Somos a antiga terra da cachaça”, lamentou Dirceu.

O investimento no centro de beneficiamento e padronização da cachaça iniciou na gestão do então secretário municipal de Agricultura e Fomento Econômico, Clovis Salazar, e finalizada, na gestão do secretário municipal de Agricultura e Fomento Econômico, Silvio Miguel Fofonka. Na época o então presidente da Associação dos Produtores de Cana-de-açúcar, Floriano Ramos, disse que estava emocionado com a viabilidade deste projeto. “A Cooperativa é uma realidade e estamos muito felizes por isso”, afirmou.

 

Gabriela Gomes



A Falcon5M foi criada em Porto Alegre para o Brasil todo a partir da união entre as empresas W5M Comunicação e Falcon Designer, ambas com ampla experiência de 6 anos no mercado.