8º BPM COMPLETA 50 ANOS DE SEGURANÇA PÚBLICA | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

8º BPM COMPLETA 50 ANOS DE SEGURANÇA PÚBLICA

8º BPM COMPLETA 50 ANOS DE SEGURANÇA PÚBLICA


O 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM), com sede em Osório, completa 50 anos de criação no dia 13 de maio de 2020. Em 1970, o Batalhão substituiu o então Destacamento Policial existente na cidade e ficou responsável pela segurança pública em uma vasta área no Litoral, que ia de Torres a Mostardas, e ainda de outros municípios nas regiões hoje denominadas Campos de Cima da Serra e Vale do Paranhana. Os municípios sob a jurisdição do 8º BPM, na sua criação, eram Osório, Tramandaí, Mos¬tardas, Torres, Santo Antônio da Patrulha, Taquara, Rolante, São Francisco de Paula, Cambará do Sul, Igrejinha e Três Coroas, com todos os distritos e localidades a eles pertencentes.
Alterações ocorreram ao longo dos anos e, atualmente, o 8º BPM presta segurança pública em 10 municípios da região litorânea e em outras duas cidades situadas no Vale do Paranhana.
A instalação do 8º BPM em Osório está diretamente vinculada ao Policiamento Especial de Praia, realizado antigamente na orla marítima, que deu origem à Operação Golfinho. O 8º BPM coordenou a Operação Golfinho e o trabalho dos salva-vidas durante quase três décadas e, embora não esteja mais na liderança dessas atividades, integra-se à operacionalidade planejada pelo Comando-Geral e CRPO Litoral.
No decorrer do tempo, a atuação do 8º BPM foi se consolidando com diferentes modalidades de policiamento e com estreito engajamento com as comunidades atendidas. No início, era o patrulhamento ostensivo rotineiro e o trabalho dos salva-vidas durante os veraneios; em 1985 surgiu o policiamento montado, seguido da Patrulha Ambiental (Patram) criada em 1993. Ao final de 1994, teve início a formação da primeira turma de soldados femininas do Batalhão. Na sequência, em 1995, foi estruturado um canil para início do policiamento com cães. A Patrulha Maria da Penha é a modalidade mais recente, instituída em janeiro de 2019 para atender mulheres vítimas de violência doméstica. Também existem os projetos sociais, sendo o Proerd o ícone da Corporação nessa seara. Mas o 8º BPM ainda desenvolveu o Agente Escolar Comunitário (Agesco), Equoterapia, Cinoterapia e o Lazer e Cidadania.
Em 50 anos de existência, o 8º BPM trouxe para Osório e região um incontável número de oficiais e praças para atuarem na sede e nos seus destacamentos, sendo que inúmeros desses policiais se fixaram no município e no entorno, junto com suas famílias ou as constituindo por aqui. Incluindo o atual, são 30 comandantes na história do 8º BPM, sendo que dois deles estiveram no comando em dois períodos.
A fim de preservar a história de 50 anos do 8º BPM, a jornalista e servidora civil da Brigada Militar Jussara Pelissoli escreveu um livro, a partir da memória oral de diversos dos seus integrantes ao longo desse tempo e com base em documentos oficiais. O livro foi finalizado e o lançamento estava previsto para este mês, mas a captação de recursos para a impressão da obra foi interrompida devido a todas as questões da pandemia. A produção gráfica e o lançamento deverão ser feitos quando as atividades forem normalizadas no Estado. O livro será uma forma de comemorar as cinco décadas de atuação do 8º BPM.
COMUNICAÇÃO SOCIAL DO CRPO LITORAL
TEXTO: jornalista Jussara Pelissoli – servidora civil
FOTOS: Arquivo 8º BPM

Colaboração da soldado Deise Saucedo – Comunicação Social 8º BPM



Profissional atuando há 50 anos no jornalismo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *