Banda Uruguaia, Nameless, é uma das atrações do Grito Rock Gravataí | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Banda Uruguaia, Nameless, é uma das atrações do Grito Rock Gravataí

Banda Uruguaia, Nameless, é uma das atrações do Grito Rock Gravataí

Pela quinta vez, o município será palco do festival que busca integrar artistas de todos os cantos do mundo, com muito rock e atividades artísticas. O festival em rede Grito Rock, que vai acontecer em Gravataí no dia 22 de março, é uma oportunidade para conhecer bandas de outras cidades da região, e também um pouco do som feito no Uruguay, pela banda Nameless. O evento ocorre no Bombar Rock Pub, na parada 75 da Av. Dorival de Oliveira, à partir das 16h, e os ingressos custam R$ 10,00.

O Grito Rock é um Festival integrado que acontece no Brasil e em outros países há mais de 10 anos. É uma plataforma de troca de tecnologias de produção colaborativa e circulação de artistas e agentes da música. Durante o carnaval, junto aos festejos tradicionais, o Grito Rock acontece em rede de 20 de fevereiro até 20 de abril e este ano se integra à recém lançada Rede Global de Música, que conecta diversos festivais de música independente no mundo todo e produtores interessados em maneiras alternativas de produção cultural.

Em 2015 o Grito Rock ampliou ainda mais a presença do Festival na América Latina, sua a força na África, Europa e Ásia, e chega pela primeira vez à Oceania. A incrível diversidade de eventos possibilita tais sucessões de todos os tipos, sejam em pequenas casas de shows, grandes palcos ou espaços públicos. Entre as atrações, bandas e músicos de todo ritmo, mas também artistas do teatro, da dança, das artes visuais, moda, literatura e muito mais.

O Grito Rock Gravataí 2015 é uma realização de A Dupla Resistência em parceria com Fora de Eixo e conta ainda com apoio de TNB Brasil, Fora de Eixo Card, Metrô Rock, Rádio Putzgrila e da loja online Rota 66. No município, o evento encontra-se na sua quinta edição.

A primeira atração confirmada para soltar o grito no festival é a Terceiro Vilão, um “triozão” que faz um rock alternativo com influências muito forte dos anos 90. A banda residente em Gravataí é formada por Gabriel, Roberto e Wilson, e tem três singles gravados: Mural Dos Procurados, Algo Pra Beber e Contramão. A principal idéia do trio é a mistura entre o clássico e o moderno, sempre com o toque natural de pessoas apaixonadas pela música.

O município vizinho, Cachoeirinha, também tem representante no Grito Rock Gravataí. Os Kupinshas, que estão lançando seu novo álbum, chamado “Primeiríssima Segunda Mão”, incluindo a música “Maldita Garota” que está disponível na página da banda. O trio liderado por Mauro Kupim (Guitarra/voz), ainda conta com Eduardo(Baixo) e Rafael(Bateria). A banda está na ativa desde 2010, e costuma dar uma verdadeira aula de rock gaúcho em suas apresentações.

kupinshas2

Banda Os Kupinshas

 

Uma atração internacional irá marcar presença na quinta edição do festival no município. A Nameless é uma banda uruguaia, fortemente influenciada pelo metal melódico, hard rock e rock alterantivo. A banda formada no verão de 2005, conta com a voz feminina de Betina Sanchez no comando do microfone.

De Guaíba, The Freaks prometem gritar no festival com muito rock and roll. A banda está na ativa desde 2003, e é liderada pelo músico Lauro Sérgio, vulgo “Boy Martinez”. Xande Paiva, Léo Coutinho e Marcelo Andrades compõem o quarteto.

Fundada em 2002, a BLEFF, de São Leopoldo, também sobe ao palco no Grito Rock Gravataí, e faz uma mistura entre arte e ativismo cultural. Atualmente estão lançando dois clipes: “Sigma” e “Verve”, duas músicas do CD “Entre livros e lembranças”. O quarteto é Júnior Garcia (voz e guitarra), Thiago Heck (bateria), Tiago Hermano (guitarra) e John Liriah (baixo).

Exaltando o Punk Rock e o Hard Core como principais influências, o quarteto Ferrolho, formado em 2005, sobe ao palco do festival. Segundo a produção do evento, chega “com o pé na porta”, chutando tudo que vê pela frente de maneira frenética, sem frescura e com uma musicalidade contagiante que levanta a galera.

Esta é a segunda edição do Grito Rock Gravataí sob a organização da Dupla Resistência, formada pelos irmãos Elias Marittimus e Edu Navio. Neste projeto, eles trabalham no cenário underground, há muito tempo, como músicos e ativistas culturais. Porém, de uns dois anos para cá, as movimentações foram mais intensas junto ao projeto, que tem como objetivo fomentar a cultura e a cena independente na região metropolitana do estado.

“Esse é um evento, que estamos lapidando e buscando agregar, artistas de outras localidades, para que conheçam a nossa Gravataí.”, comentou Elias sobre o festival. Ele ainda salienta que estão trabalhando na rede “Metrô Rock”, que é uma parceria com várias cidades metropolitanas, como São Leopoldo, Esteio, Sapucaia, Butiá, Campo Bom, Ivoti, entre outras.

Texto: Filipe Foschiera