Bailarinos gravateienses na Rússia | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Bailarinos gravateienses na Rússia

Bailarinos gravateienses na Rússia
A dança está entre as artes mais admiradas do mundo, mas os incentivos são escassos na maioria das vezes. Essa é a luta de dois Gravataienses que vivem desta arte. Janaína Dambros e Marco Van Teffelen são bailarinos da Cadica Cia de Dança e vivem o dilema da cansativa e árdua busca por patrocínio. Contudo, neste momento, vivenciam o ápice de suas carreiras. Receberam o convite, juntamente com a Companhia, para representar o Brasil na Rússia. Participarão de dois distintos festivais, em Ufa e Novgorod, de 4 a 14 de Junho deste ano.
O festival de Ufa é uma prévia ao 7th Brics Summit. A edição especial convidou apenas grupos de nações que compõem o BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Ambos eventos são uma realização do Ministério da Cultura da Federação Russa e Casa Estatal de Artes Populares da Rússia.
Janaína Dambros (32) reside com os pais em Gravataí, desde criança. É dançarina por formação, conta que teve seu primeiro contato com a dança aos cinco anos de idade. Sua grande experiência ocorreu no CTG Rancho da Saudade, em Cachoeirinha, quando integrou o grupo de danças tradicionalistas por 21 anos. Contudo, seu talento com a dança rompeu barreiras. Foi então que conheceu Cadica Cia. de Dança que possibilitou que ela pudesse desenvolver outras técnicas. Além disso, em razão da Companhia receber muitos convites para participar de diversos festivais de dança nacionais e internacionais, já esteve se apresentando em países como Uruguai, Portugal, Espanha, Coréia e China. “Conhecer outras nações através da minha dança sempre foi um grande sonho. Fico feliz em poder realizar algo que sempre almejei”, descreve.
Marco Van Teffelen (32), natural de Porto Alegre, escolheu viver em Gravataí há um ano. O jovem é graduado em Educação Física e ingressou na dança em 2007, quando convidado por um amigo foi conhecer a Companhia Terpsí Teatro de Dança, na capital. Foi lá que se inscreveu e começou a fazer aulas de dança contemporânea com a bailarina e coreografa Carlota Albuquerque. Dois anos depois, soube de uma seleção de bolsista na escola Cadica Danças e Ritmos. Durante este período, realizou algumas aulas de flamenco, destinada apenas para homens. “Foi paixão a primeira vista. O flamenco me encantou e me encanta até hoje”, descreve Marco. No ano de 2012, recebeu o convite para ingressar na Cadica Cia de Dança. “De lá pra cá, realizamos muitas apresentações pelo Estado e algumas participações em festivais no exterior”, complementa Marco.
A formação de Marco na Cadica Cia de Dança inclui flamenco, folclore brasileiro e danças gaúchas. No repertório do grupo destacam-se apresentações com Fusão Flamenco Gaúcho, Terra Gaúcha, Meu Brasil, Sonhos, De Mala e Cuia e Festa Gaúcha. “Neste ano iremos a mais dois grandes festivais na Rússia. Acredito que significa levar a cultura do nosso Brasil para o mundo. Uma oportunidade de mostrar nossa tradição. Este intercâmbio cultural é enriquecedor, seja pela linguagem, vestimenta, danças e costumes de cada país. Abre-se um leque cultural entre nações”, explicou Marco.
Como ajudar:
A dupla de bailarinos busca patrocinadores para compra de passagens aéreas e figurinos para as apresentações. “Em virtude desta exposição internacional, tanto a Companhia, quanto nós bailarinos, teremos grande visibilidade nos meios de comunicação nacionais e internacionais”, descreve Janaína. Desta forma, ela afirma que a dupla pretende divulgar a marca dos apoiadores. “Precisamos muito deste apoio e seremos gratos e comprometidos com as empresas que se mostrarem solidárias conosco”, explica Marco.  Aos interessados, o telefone para contato é (51) 8442-3997.