Preso mais um integrante da quadrilha que manteve jovem em cárcere | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Preso mais um integrante da quadrilha que manteve jovem em cárcere

Preso mais um integrante da quadrilha que manteve jovem em cárcere

Mais um suspeito de integrar a quadrilha que manteve em cárcere um jovem de 21 anos foi preso. Ronei da Silva Medeiros, 34 anos, mais conhecido como “Kiki”, foi preso por policiais militares da Patamo do 26º BPM, de Cachoeirinha. Ele estava com a prisão preventiva decretada pela justiça. Ele foi preso na Travessa Ponta, na vila Anair, por volta das 10h20 de quinta-feira passada.

O acusado seguia pela referida rua conduzindo um Prisma quando foi parado pelos PMs da Patamo que reconheceram ele e sabiam que ele estava pedido pela Justiça. Ao ser preso, foi imediatamente conduzido para a delegacia Regional de Gravataí. Lá foi ouvido pelos delegados Eduardo Hartz e Marco Antônio de Souza. “Ele foi reconhecido pela vitima como um dos homens que estava na casa quando foi torturado”, destacou o delegado Eduardo.

Conforme a polícia, ele tem antecedentes por tráfico e porte ilegal de arma de uso restrito. Além dele, também foram presos Vinícius Otto, 36, o “Vinícius da Ladeira”, João Paulo Otto, 22, e Eduardo Otto, 31, seus irmãos, além de Rudinei Medeiros, 32 e Éverton Rosa Lopes, 30, o “boca”. Todos estão com a prisão preventiva decretada.

Algemado, mas demonstrando aparente tranquilidade, Kiki falou para a reportagem que não sabia o motivo pelo qual foi preso. “Eles me disseram, mas eu não sabia que estava com a prisão decretada. Vou ver o que vai acontecer”, disse ele. Ronei destacou que realmente conhece o Vinicius, pois se criaram juntos no Morada do Vale. Mas, ressaltou que faz muito tempo que não mora mais no local e que perdeu o contato com o amigo, embora diga que vá seguido ao bairro, pois sua mãe ainda mora no local. “Não vejo ele faz tempo. Casei e tenho uma loja de celulares na parada 59, em Cachoeirinha e quando vou no bairro, vou apenas para ver minha mãe”, finalizou.

Texto: Patricia Mello