Pai leva tiro mas não consegue evitar execução de filho | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Pai leva tiro mas não consegue evitar execução de filho

Pai leva tiro mas não consegue evitar execução de filho

Um homem de 60 anos levou um tiro na perna ao tentar defender o filho, de 38 anos das mãos de seu executor. O fato aconteceu na noite de quarta-feira, na rua Juca Maciel, no Parque dos Anjos. Márcio Kolling Constante morreu com três azeitonadas na cabeça. Já seu pai, Luis Paulo Lima Constante, que chegou a entrar em luta corporal com o matador, acabou sendo atingido com um tiro na perna.

De acordo com a polícia, por volta das 19h, a vítima fatal e um irmão conversavam no pátio de casa, no referido endereço. Um homem, a pé, se aproximou e chamou por Márcio. Quando ele chegou perto do portão para ver o que era, já foi alvejado com três disparos na cabeça. Enquanto o homem executava Márcio, Luis estava chegando em casa e acabou tentando agarrar o atirador. Para fugir, ele deu um empurrando idoso, que junto com o outro filho, tentou correr atrás do bandido. Só que o assassino, conforme os policiais, parou, virou para trás e atirou contra os dois, acertando luis na perna, conseguindo em seguida fugir.

Conforme o comissário Jair Gonçalves, chefe de investigações da delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a morte pode estar relacionada a alguma desavença decorrida do tráfico de drogas. Diz ainda que Márcio estava desde janeiro no cumprindo prisão em regime semiaberto e por isso, usava tornozeleira. Ele tinha passagens por tráfico de drogas.

Texto: Patricia Mello