Mulher vive drama com ex-marido | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Mulher vive drama com ex-marido

Mulher vive drama com ex-marido

Espancada e agredida pelo ex-marido, uma mulher de 42 anos está vivendo um grande drama dentro de sua casa, no bairro Passo da Caveira, na parada 98 de Gravataí. O problema é que, mesmo com medida protetiva, que impede o ex de se aproximar, o homem não sai de sua casa. Na manhã de quinta-feira, ela esteve na sede da delegacia de Proteção à Mulher (DEAM) de Gravataí para pedir que as autoridades façam alguma coisa.

A última briga entre os dois aconteceu na noite de quarta-feira, quando o trabalhador da construção civil, Leandro da Silva, depois de tomar uns goles de cachaça, chegou na casa de Patricia Gomes de Paula, completamente bêbado. As chaves da casa ela já nem troca mais, pois ele acaba arrebentando tudo, tanto que a porta agora e trancada com um cadeado.

Dentro da casa, mais uma discussão. Violento, ele ameaçava de bater na mulher e também de matar a mãe dela,que mora em outro bairro e os três filhos que ela tem de outro relacionamento, já que estavam juntos a apenas dois anos. “Disse que se por acaso ele for preso, logo sai da cadeia e que mata todo mundo”, contou a mulher.

Em meio a discussão, o homem que tem estatura alta e é bastante forte, agarrou a mulher pelo braço e começou a torcer o dedo dela. Para tentar escapar, ela agiu rápido. Pegou uma tesoura que estava na estante e fincou na mão do homem. “Somente assim ele parou”, detalhou.

Ela conta que ligou para a Brigada Militar, mas que não obteve nenhum resultado, por isso foi até a delegacia para pedir ajuda. Quer que o homem deixe sua casa. “Tem medida protetiva, mas ele não quer sair de casa. Se chamo a polícia, eles não fazem nada. Só quero que ele vá embora”, reclamou.

Diz que a polícia até esteve na casa atrás dele, mas como ele só chega depois das 18h, não encontram ele.

Depois da briga, a mulher encontrou escondido nas coisas dele, um papel do Fórum, encaminhado para a casa da mãe do ex, que reside em São Leopoldo. A intimação era para uma audiência que acontece em setembro. Ele não me contou nada sobre essa audiência.

Texto: Patricia Mello